Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

A pergunta ainda cabe: você sabe realmente o que é logística?

 

Publicado em 26/08/2014

* Por Victor Simas

Nas pesquisas sobre a área de distribuição de produtos e suprimentos, que realizamos periodicamente, sempre me deparo com alguns equívocos sobre o conceito de logística e o que representa para a atividade econômica. Muitos confundem os termos que utilizamos no dia a dia do planejamento logístico, o que dificulta o entendimento da sociedade sobre as importantes funções que envolvem os processos de distribuição. É aí que a pergunta é oportuna: você sabe o que é logística?

Partindo das definições comuns, como as encontradas no dicionário, a logística é uma organização ou um conjunto de etapas destinadas a garantir o planejamento e a execução dos processos de transporte, armazenagem e distribuição. Portanto, ao contrário do que pensa a maioria, logística não é somente transporte.

Com uma definição clara, começamos a observar o quanto a logística é uma área fundamental, porém complexa. Executá-la bem significa planejar os mínimos detalhes de uma operação. Dentro da área de transportes de bebidas, na qual a Confenar atua, por exemplo, as etapas para se distribuir os produtos vão muito além de uma frota de caminhões e pátios de armazenamento. Um longo caminho é percorrido para planificar cada etapa para a chegada de bebidas em todos os cantos do País.

Antes de acionar os caminhões para o transporte, muitas atividades são executadas. Quem gerencia o planejamento logístico deve processar as informações, prospectar e entender clientes e fornecedores, estar alinhado com as compras e verificar valores, notas, recibos e a qualidade dos materiais. É necessário também planejar soluções para acondicionar e movimentar os produtos, para que eles cheguem intactos ao destino final. Além disso, um longo processo de gestão e controle de estoques deve ser realizado. Afinal, os cuidados com o armazenamento e as condições em que o produto se encontra também estão entre as responsabilidades do operador/gestor logístico.

Fluxos de materiais nos estoques, treinamentos, manutenção de veículos, rotas, resultados, layouts, organização do pátio logístico, avaliação do transporte, gestão de suprimentos e metas estão entre as inúmeras outras tarefas que se enquadram em logística. De maneira geral, todos os processos envolvidos são de extrema importância para que o programa seja executado e que tudo funcione da maneira correta. Uma falha em qualquer etapa do planejamento pode acarretar danos, prejuízos e comprometer todas ou a maioria das etapas.

Como bem podemos observar, está claro que a logística vai muito além do ato de transportar produtos. Não menos claro é o fato de que o setor de transporte é extremamente vital para o dia a dia da economia e da vida das pessoas, mas é a ciência logística que dá suporte a tudo. Aos profissionais que trabalham na área logística, um conselho: procurem, na medida de suas possibilidades, aperfeiçoar-se, de forma que consigam colocar em prática estratégias de execução cada vez mais assertivas, do ponto de vista dos resultados para suas empresas e clientes. A área logística é tão rica em conhecimentos e particularidades, que nos permite conhecer melhor o próprio país onde vivemos.

* Victor Simas é presidente da Confederação Nacional das Revendas Ambev e das Empresas de Logística da Distribuição (Confenar)

Quer se manter atualizado em logística e supply chain?
Clique aqui e saiba mais!

 

Veja também: