Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

A importância da integração de sistemas para o setor logístico

 

Publicado em 04/01/2021

 

A integração de sistemas é um tema bastante pertinente para empresas que têm, entre seus desafios, lidar com os altos custos que o setor de logística demanda. É que de acordo com um estudo feito em 2017, os gastos nessa área representam uma média de 7,6% da receita líquida de uma empresa no Brasil. Nesse mesmo ano, outro estudo revelou que entre 2015 e 2017 houve um aumento de mais de 15 bilhões de reais nos custos logísticos.

Por causa de números como esses, torna-se ainda mais essencial o investimento em tecnologias que aumentem a eficiência das atividades logísticas, uma vez que é comum numa empresa trabalhar com diferentes softwares e ainda receber e enviar informações para fornecedores com sistemas também diferentes dos seus.

Saiba agora como a integração de sistemas atua aumentando a eficiência do setor logístico das organizações no Brasil e qual sistema de gestão logística tem feito a diferença no mercado.

O que é a integração de sistemas?

É importante entender que a integração de sistemas é um processo que promove a interação entre softwares distintos de forma automatizada. Sua intenção é fazer com que eles se comuniquem, isto é, que uma determinada informação chegue até o outro sistema para que ele leia os dados normalmente, sem erros ou falhas de leitura, evitando assim atividades manuais no compartilhamento de informações.

Apesar de não ser uma novidade, a integração de sistemas não é aproveitada o suficiente por diversas empresas, que acabam sofrendo com a perda de tempo em atividades manuais, como: uso de planilhas Excel com várias versões, baixar arquivos de um sistema e ter que enviar por e-mail para outra pessoa que vai receber e precisará digitar cada informação em seu sistema.

Qual sua importância para logística?

Leia o cenário abaixo e entenda na prática a importância que a integração de sistemas traz para a logística das empresas:

1. Quando a compra de um novo suprimento é realizada, é necessário compartilhar a informação da compra com o sistema de gestão de armazéns para planejar o armazenamento da carga.

2. Além disso, é preciso compartilhar a nota fiscal da compra com a transportadora que vai importar o arquivo para que ela mesma emita os documentos de transporte.

3. Também é necessário saber a data de chegada da mercadoria para confirmar os horários de embarque e desembarque e assim o setor financeiro autorizar o pagamento do material e do frete, dentre outros.

Esse é apenas um pequeno exemplo para você compreender melhor como a troca de informações está presente em diversas etapas logísticas. Mas o grande problema é que, quando os sistemas da empresa e dos seus fornecedores não “conversam”, isto é, não estão integrados, a informação não circula de maneira eficiente.

Isso provoca atrasos e falhas na comunicação, por exemplo, quando o formato de um arquivo não é aceito nos demais sistemas que a empresa trabalha, fazendo com que a informação não chegue para a equipe. 

Sem falar nos erros de pagamento em virtude da troca manual de informações, uma vez que, de todos os custos mensais que uma empresa embarcadora tem com transporte, 9% correspondem a pagamentos indevidos realizados, segundo estudo. Muito desse percentual deve-se à falta de integração automática entre a empresa e seus fornecedores logísticos.

Dito isso, a integração de sistemas é importante para sanar problemas de comunicação entre os setores de uma empresa e também com seus fornecedores, de maneira que o compartilhamento de dados flua sem gargalos e automaticamente. Tudo isso a fim de gerar mais eficiência e economia para a empresa embarcadora.

Como solucionar falhas de integração na sua gestão logística

Uma forma de solucionar os problemas causados pela falta da integração de sistemas é seguir o exemplo de outras empresas, que estão dando preferência a plataformas logísticas capazes de gerenciar o máximo de informação e oferecer integrações com demais softwares, tanto da própria empresa quanto dos fornecedores.

O Hivecloud 3PL é uma plataforma de gestão de entregas terceirizadas que tem se destacado no mercado de transporte de cargas. Suas funcionalidades automatizam diversas atividades e se comunicam facilmente com sistemas totalmente diferentes, a fim de agilizar as etapas logísticas das organizações. Entenda abaixo.

1. O sistema 3PL permite à empresa embarcadora se integrar com transportadoras para receber tabelas de frete a assim fazer sua cotação automática de frete.

2. Após escolher a transportadora ideal para o transporte, o 3PL também possibilita enviar uma solicitação da ordem de serviço para sistema do transportador.

3. Com a coleta feita, é possível rastrear o transporte de modo automático por meio do smartphone do motorista e acompanhar qualquer ocorrência pelo 3PL.

4. O sistema da Hivecloud também permite compartilhar documentos fiscais para o transporte da mercadoria, como NFes, CTes e faturas.

Além de tudo isso, a plataforma compartilha informações sobre o status da mercadoria automaticamente com seus clientes, além de encaminhar e receber informações de outros sistemas, como o financeiro, compras, armazém, etc.

Tudo isso presente na plataforma 3PL, que gera uma economia de 11% ao mês na contratação de transportadoras e traz para a empresa mais eficiência e maior desempenho na sua gestão de fretes.

 

Daniel Brasil

Por Daniel Brasil

CEO e Cofounder da Hivecloud, uma empresa de SAAS especialista em transporte de cargas no Brasil. Atua desde 2002 com projeto e desenvolvimento de soluções em TI aplicadas à logística. É Engenheiro de Software formado pela UFPE, com MBA em Logística Empresarial pela UPE e Mestrando em Engenharia de Produção na UFPE.

Quer se manter atualizado em logística e supply chain?
Clique aqui e saiba mais!

 

Veja também: