Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Ultimas tendencias - assinatura

Quais são os principais indicadores de desempenho (KPIs) da logística?

 

Publicado em 30/09/2020

 

O KPI é uma ferramenta fundamental na logística, tanto para transportadores quanto para embarcadores. Sua função envolve não apenas levantar as demandas que necessitam ser analisadas periodicamente, mas também servir de guia para traçar objetivos e alcançar metas da empresa.

 

O que são KPIs?

Os KPIs (Key Performance Indicator), ou Indicadores-Chaves de Desempenho, nada mais são do que métricas utilizadas para medir e avaliar o desempenho de uma empresa no alcance de seus objetivos.

 

Esses valores quantitativos, que podem ser apresentados tanto em formato de número quanto de porcentagem, são essenciais para qualquer organização que deseja analisar seus pontos de crescimento e os pontos fracos.

 

Quando bem utilizados, os resultados dos KPIs ajudam os gestores na tomada de decisões e na definição de novas metas, que precisam estar claras ao serem apresentadas a todos da organização.


Apesar de serem usados comumente em setores como comercial, marketing e RH, os KPIs têm um papel fundamental na logística, principalmente para a empresa que utiliza o serviço de transporte terceirizado.

 

Qual é a importância dos KPIs na logística?

Utilizar KPIs na logística tornou-se um diferencial, uma vez que eles possibilitam otimizar os processos logísticos. São etapas como a compra de insumos, a entrada de materiais, o planejamento do que vai ser produzido, o processo de armazenamento do produto e a estrutura de transporte e distribuição da mercadoria.

 

Cada passo citado anteriormente é alvo de análise, onde os indicadores de desempenho mostram os resultados e, através disso, o gestor logístico deve traçar as estratégias para sua empresa.
Dessa forma, a relação com as transportadoras contratadas e os demais procedimentos logísticos são moldados de acordo com os objetivos de negócio esperados.


De forma resumida, utilizar KPIs na logística é importante por cinco motivos principais:

1. Promovem qualidade e evitam erros;
2. Os resultados apontam o quanto os objetivos podem ser alcançados;
3. Possibilitam aos gestores uma visão mais clara do que deve ser feito;
4. Proporcionam comparação com períodos anteriores da empresa;
5. Identificam pontos fortes e fracos, setores onde há gasto excessivo, oportunidades de economia, ruídos de comunicação entre os setores e muito mais.

 

Dificuldades logísticas que levam ao uso de KPIs

Tudo o que foi falado no tópico anterior ajuda a empresa a evitar e/ou sanar diversas dificuldades presentes na rotina de quem terceiriza o transporte.

A falta de capacidade técnica da transportadora para atender às necessidades da mercadoria do embarcador é uma delas. Por isso é importante que o tipo de veículo esteja alinhado com as características que o tipo de carga precisa, para que chegue ao seu destino livre de avarias e outros aspectos que possam comprometê-la.

 

Outro ponto que leva ao uso de KPIs na logística de uma empresa é a dificuldade para atender a prazos. Esse problema pode acontecer não só com a transportadora na hora do embarque e da entrega da mercadoria ao cliente, mas também pode ser comum dentro da empresa. Vale ressaltar que atrasos no cumprimento de uma etapa podem comprometer as seguintes, como veremos a seguir.

 

A insatisfação dos clientes em relação à entrega é um problema que requer bastante atenção do gestor de logística. Isso porque a percepção que o cliente terá sobre a qualidade do serviço de entrega ou a falta dela estará associada à sua marca e não à transportadora. Mesmo que a mercadoria chegue com algum defeito ou atrasada por alguma falha da transportadora, qualquer reclamação a respeito da entrega cairá sobre o embarcador de cargas.

 

Por fim, os custos que envolvem o setor logístico, que são um dos principais motivos para o uso de KPIs na logística. Isso porque o controle do quanto é gasto com estoque e armazenagem, embalagem, transporte, tributos, equipe e softwares para gestão de frete é primordial para otimizar as despesas e gerar mais economia para o negócio.

 

Como escolher quais KPIs analisar?

Para selecionar os KPIs mais interessantes para sua empresa é importante seguir um processo. Ter acesso e executar cada ponto a seguir é fundamental para o sucesso no uso de um KPI.


1. Tema

Você já sabe o que deve ser mensurado através dos KPIs? Quais atividades da logística necessitam maior controle para garantir que os objetivos sejam atingidos? Saber o objetivo de uma análise como essa torna-se fundamental para as outras etapas. Caso contrário, você pode perder de vista as áreas que realmente demandam atenção.

 

Por isso, o ideal é reunir os gestores da organização para levantar as demandas existentes a fim de priorizá-las. Dessa forma, as seguintes etapas de criação terão um guia para que o foco não seja perdido.

 

2. Dados

O levantamento de dados também será necessário nesse procedimento. Por isso, o ideal é certificar da existência de sistemas que registrem as informações a respeito do setor em foco para que sejam recolhidas.

No caso de empresas terceirizadas, é possível acordar em contrato o repasse dos dados relevantes de serem acompanhados. Se isso for uma tarefa difícil para o contratado, pode valer a pena dividir essa tarefa entre a equipe para não haver comprometimento da rotina.


3. Divulgação de resultados

Com o resultado dos indicadores em mãos, faz todo sentido apresentá-los para as equipes e, em seguida, informar os novos objetivos e metas da empresa. Assim, todos têm ciência do que precisa ser feito.

Para isso, a dica é criar uma apresentação explicando o propósito dos KPIs e, posteriormente, exibir os resultados e assim por diante.

Vale ressaltar que, quanto mais didática for a apresentação, mais compreensiva será para os funcionários e a possibilidade de engajamento da parte deles torna-se ainda maior.

 

Exemplos de KPIs

Confira abaixo alguns exemplos de KPIs que você pode aplicar para mensurar os resultados logísticos da sua empresa.

 

1. KPI de giro de estoque

Como o próprio nome diz, o controle do giro de estoque diz respeito a quantas vezes os estoques da empresa foram utilizados por período. Além de permitir a administração dos estoques de modo mais eficiente, esse valor reflete a aceitação dos produtos pelo público, sendo útil para os setores de logística, suprimentos, marketing e outros.

2. KPIs de distribuição

Diz respeito à eficiência na distribuição e pode ser medido de diversas maneiras. Uma delas é através da produtividade sobre o volume movimentado na empresa, o que significa calcular quanto volume de carga é processado por hora de trabalho, seja por equipe ou por funcionário.

Também é possível calcular a eficiência na distribuição através da porcentagem de utilização de espaço no armazém e da quantidade de cargas processadas no armazém por período.


3. KPIs de transporte

Esses KPIs revelam a produtividade e a qualidade do transporte de mercadoria, sendo bastante úteis quando se contrata uma transportadora terceirizada. Podem ser obtidos através do cálculo do custo médio com cada transporte, pela porcentagem de entregas realizadas dentro do prazo, pelo percentual de entregas com avarias ou não-conformidades, pelo índice de ocorrências de entrega, dentre outros.


4. KPIs de gerenciamento de pedidos

Revelam a eficiência na gestão dos pedidos. Podem ser medidos através do percentual de CTes emitidos sem erros durante um período, do tempo que se leva para preparar uma ordem de compra, ou do custo médio dos processos de pedidos (do recebimento do pedido à entrega).


5. KPIs de índices de extravios e roubos

Mais um ponto que também deve ser foco de análise é a quantidade de produtos que sofreram atrasos na entrega ou que foram extraviados, os quais são um grande problema para o setor logístico.

Segundo a Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC) os prejuízos relacionados ao roubo de cargas em 2019 ultrapassaram R$ 1,40 bilhão. Por isso, o índice de extravios ou roubos tem sido um KPI relevante para os distribuidores. Ele pode ser medido através do percentual de produtos que sofreram extravios sobre o total, em determinado período.

 

Material gratuito sobre KPIs

Além de melhorar o desempenho da empresa em diversos aspectos, o uso de KPIs também ajuda na redução de custos com logística, uma vez que o setor avaliado pode apresentar oportunidade de economia.

 

Baixe agora nosso material gratuito para entender os principais custos que envolvem o transporte de cargas e conhecer os KPIs ideais que ajudam a trazer economia e melhorar o desempenho de empresas como a sua.

 

 
Daniel Brasil

Por Daniel Brasil

CEO e Cofounder da Hivecloud, uma empresa de SAAS especialista em transporte de cargas no Brasil. Atua desde 2002 com projeto e desenvolvimento de soluções em TI aplicadas à logística. É Engenheiro de Software formado pela UFPE, com MBA em Logística Empresarial pela UPE e Mestrando em Engenharia de Produção na UFPE.

Quer se manter atualizado em logística e supply chain?
Clique aqui e saiba mais!

 

Veja também: