Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Ultimas tendencias - assinatura

Total Cost of Ownership (TCO): uma poderosa ferramenta na gestão de compras

 

Publicado em 11/06/2020

 

Atualmente, a função de compras está recebendo atenção por contribui com o sucesso estratégico da empresa, uma vez que esta área, em algumas empresas, é responsável por quase 80% das aquisições da firma. Logo, uma adequada racionalização dessa soma torna-se importante. Assim, uma das ferramentas utilizadas para esse propósito é o Total Cost of Ownership (TCO), ou Custo Total de Propriedade, na tradução para o portugues.

A aquisição, ou o preço de compra, costuma ser a parte mais visível da aquisição e, por isso, geralmente se pensa que o preço de aquisição ou compra é igual ao custo da compra. No entanto, isso pode facilmente se desviar, já que existem muitos outros custos durante o ciclo de vida das compras, que devem ser levados em consideração na avaliação e comparação de diferentes opções de aquisições.

Com o Custo Total de Propriedade pensado, os custos totais estão sendo percebidos durante o ciclo de vida das compras, na sua forma mais simples. Isso significa que, no tocante à aquisição, diveros outros custos aparentemente imperceptíveis precisam ser mapeados.

A modelagem do custo total de propriedade, facilita a tomada de decisões e fornece uma indicação da importância econômica das compras para toda a empresa. Com a visão do TCO, o baixo preço de compra pode se tornar oneroso ao se considerar outros fatores de custo associados às compras. Por exemplo, ao comparar diferentes tamanhos de embalagem e métodos de embalagem, a mais em conta, apenas pelo preço de aquisição, não é necessariamente a melhor opção, se forem envolvidos custos significativos de armazenamento e manuseio.

Importante sempre lembrar e praticar: antes de tomar uma decisão de compra, deve-se identificar os custos do seu processo.

O sucesso nos negócios requer monitoramento, exame e otimização rigorosa de todas as despesas. Algumas delas são óbvias e previstas, já outras, menos intuitivas. É fácil conhecer os custos iniciais no momento que você compra um item, no entanto, o preço inicial não reflete os custos totais relacionados a propriedade, pode ser apenas uma pequena parte do valor final  a longo prazo. Isso é particularmente verdadeiro quando se trata de compras de veículos, software e hardware.

 

E o que é o Total Cost of Ownership?

O TCO é uma estimativa financeira usada para calcular os custos diretos e indiretos associados à compra e propriedade ao longo do tempo. Em TI, por exemplo, o TCO é uma avaliação abrangente de todos os seus custos e inclui, especificamente, a aquisição, o gerenciamento e suporte de hardware e software, comunicações, despesas do usuário final, tempo de inatividade dos custos de oportunidade, treinamento e outras perdas de produtividade. Simplificando, é a soma de todos os custos possíveis relacionados à compra e posse de um produto. O Total Cost of Ownership também avalia os custos associados ao software e hardware ao longo de seu ciclo de vida. Isso inclui implementação e manutenção.

 

Importância do TCO

O cálculo adequado do TCO é vital para as empresas, pois não apenas leva em consideração os custos imediatos de propriedade, mas também estima e acompanha os custos de longo prazo. Se não forem inicialmente preparados, esses custos podem resultar em surpresas financeiras indesejadas. O TCO é essencial para qualquer análise de retorno do investimento (ROI).

Podemos exemplificar com a compra de um equipamento usado. A príncipio, pode ser um investimento inteligente, mas às vezes é difícil saber exatamente o que você está recebendo pelo dinheiro. Se estiver pesquisando em um site de equipamentos usados ou comprando em leilão, poderá encontrar duas máquinas de tamanho comparável, com idade e horas comparáveis,  mas uma delas tem um preço mais baixo. Pelo valor nominal, a máquina de menor custo pode parecer o melhor investimento. Mas é incrivelmente importante olhar além do preço de compra inicial para considerar o custo total de propriedade (TCO) da máquina.

Os custos envolvidos no cálculo, geralmente, se enquadram em duas grandes categorias: custos de propriedade e custos operacionais. Embora alguns dos custos de propriedade possam ser facilmente identificados antes da compra (por exemplo: preço de compra, impostos, seguro), outros custos de propriedade e operação exigirão uma estimativa adicional com base na máquina específica e no uso previsto.

 

Conclusão

Equilibrar o custo total de propriedade em sua organização é fundamental para a eficiência operacional e o sucesso geral do mercado, tendo em vista a necessidade das empresas em estabelecer relacionamentos estreitos entre fornecedores e compradores, por meio de vínculos de cooperação imprescindíveis para a competitividade dos negócios nos dias de hoje

Assim, a proficiente utilização da ferramenta de TCO possibilitará que as empresas consigam visualizar melhor seus custos, para uma correta tomada de decisão no que concerne ao seu mix de aquisições.

Sandro Reis

Por Sandro Reis

Coordenador dos programas de MBA Executivo em Procurement, Gestão de Contratos e Supply Chain Management no Instituto A Vez do Mestre e na Universidade Veiga de Almeida, especialista em oratória profissional, professor e palestrante do Instituto Brasileiro dos Executivos de Finanças, Instituto Nacional dos Executivos de Suprimentos, membro da Comissão de Logística do CRA-RJ, profissional com vasta experiência em gestão de negócios, trajetória de 20 anos em gestão e profissionalização das áreas de Suprimentos e Contratos em empresas de grande porte – Vale S/A, White Martins, Icatu Seguros e Comitê Olímpico 2016.

Quer se manter atualizado em logística e supply chain?
Clique aqui e saiba mais!

 

Veja também: