ÁREA DO ASSINANTE
Inscreva-se em nossa newsletter e fique bem informado!
Airport town

 

Categorias

 

Fretebras

 

BYD

 

e-Galpão

 




Armazém Digital (Parte 2/4): Soluções possíveis

Publicado em 18/07/2019

Se você ainda não leu a parte 1 desta série - leia aqui!

Soluções Possíveis

Momento inicial: um aumento repentino nos pedidos e um palete quebrado levaram a um atraso nos pedidos no armazém. No exemplo de Inês e Max, existem várias maneiras que o sistema pode entrar em ação. O ponto inicial é  encontrar uma nova rota disponível para transportar os paletes no armazém, de forma  a evitar mais bloqueios e agilizar o tempo  de viagem para manter os custos o mais baixo possível. Em consequência disso, os pedidos podem ser reagrupados para otimizar a cobertura dos itens. Isto irá garantir que o processo de separação dos produtos seja o mais rápido e eficiente possível.

As viagens para as entregas aos clientes corporativos e a sequência de embarque também serão recalculados e reajustados pelo sistema. Inês e Max mandam o sistema reavaliar a prioridade colocada para cada pedido que já foi liberado e para os que ainda estão para começar, então os colocam em ordem conforme os novos detalhes de disponibilidade. As potenciais datas disponíveis são calculadas antecipadamente. Inês e Max são notificados e coordenam isso com a transportadora, que então passa as coordenadas para os clientes. O sistema transfere os novos horários de saída para o sistema de gerenciamento do armazém através da interface do sistema de gestão de transporte. Inês e Max agora podem usar o sistema para calcular o tempo de conclusão da carga de trabalho de hoje para as 23:30. Para se manter no horário previsto de término, os começos da separação de pedido e dos lotes devem ser mudados. Produtos também deverão entrar em outra rota e ser coletado em uma diferente estação. Por conta disso tudo, o supervisor do turno falou com alguns trabalhadores que concordaram em trabalhar algumas horas extras.

Aprendendo para o futuro

Inês e Max conseguiram controlar essa situação desafiadora da melhor maneira com a ajuda de seus colegas e do sistema. Os operadores e o sistema responderam perfeitamente. Enquanto não era possível seguir com o plano original, a maneira inteligente que eles lidaram com a situação fez com que as mudanças fossem limitadas.

Variações podem ser calculadas e compensadas não somente quando há uma emergência a curto prazo, mas também quando planos a longo prazo estão sendo feitos. Isso permite que o impacto em diferentes situações seja previsto e planejado para que possa ser discutida com os clientes e funcionários.

Armazém

Os armazéns se encontram nos pontos de intersecção com um, alguns, ou como no caso do varejo online, muitos clientes ao longo da cadeia de fornecimento. Eles conseguem um equilíbrio entre os grandes volumes entregues de maneira econômica em longas distâncias e os volumes  geralmente muito menores que são enviados aos clientes. A armazenagem garante rapidez no fornecimento para os clientes, mesmo que o recebimento de mercadorias pelos fabricantes siga uma programação a longo prazo e seja um processo mais demorado.  O propósito do armazém é sempre garantir a entrega de mercadorias para os clientes de uma empresa.

Muitos armazéns de menor escala ainda são administrados na base de listas e gerenciados por trabalhadores que são especialistas em todas as áreas dentro do armazém. Porém, quando os armazéns alcançam um certo tamanho, fica cada vez mais difícil os gerenciar baseado em somente experiência. Nesses casos é necessário aguardar que algum funcionário relevante volte antes que os pedidos possam ser enviados, já que nem sempre eles estão estocados ao alcance da visão dos funcionários. O sistema de gerenciamento do armazém ajuda a manter uma visão geral, para que todos possam ser eficientes em seu trabalho. Quando o número de movimento em um armazém ultrapassa um certo ponto, sistemas de transporte, sistemas de armazenamento automatizados  e sistemas de picking semi ou totalmente automáticos, são confiáveis a ponto de aumentar a eficiência. Se diferentes categorias de produtos precisam ser manuseadas ou estocadas diferentemente, os armazéns são divididos em áreas específicas.

Armazéns se tornam mais caóticos e difíceis de manejar quando a rotação do estoque aumenta. O número de itens estocados e o tamanho das áreas do armazém, possuem um impacto significativo aqui também. Isso se torna mais real quando um pedido em diferentes áreas precisa ser separado para uma entrega a um cliente especifico. Qualquer pessoa procurando uma maneira de resolver esse nível de complexidade deveria começar construindo um centro de controle e contratar funcionários para controlar esse centro.

 

Sobre o Autor

Peter Totz é Diretor de Consultoria de Negócios na SSI SCHAEFER.

Sua carreira começou como engenheiro de projetos, analista de dados e especialista de simulações em Graz-Áustria. Atuando entre as funções de planejador de produção e consultor logístico, ele trabalhou como consultor sênior e gerente de projetos por muitos anos. Tempos depois, era responsável pelo desenvolvimento de negócios na América Latina antes de se tornar o líder das atividades globais do Grupo de Consultoria de Negócios.

SSI SCHÄFER

Por SSI SCHÄFER

Criamos soluções intralogísticas de alta performance, desenvolvemos estratégias de longo prazo e possuímos o mais elevado nível de expertise em tecnologia. Mas, as histórias de sucesso que contamos são, acima de tudo, baseadas no compromisso que temos com o presente e futuro de nossos clientes. #ThinkTomorrow
https://www.ssi-schaefer.com/pt-br

Quer se manter atualizado e preparado para o mercado de trabalho?
Clique aqui e descubra como a MundoLogística vai te ajudar!

 

Veja também: