ÁREA DO ASSINANTE
Inscreva-se em nossa newsletter e fique bem informado!
Transfolha - Natal

 

Point Sistemas

 

Tegma

 

Evento Operações Logísticas Inovadoras

 

Intermodal

 

O que é Logística Reversa?

Imagem de O que é Logística Reversa?

A Logística Reversa é um conjunto de procedimentos e meios para recolher e dar encaminhamento pós-venda ou pós-consumo ao setor empresarial, para reaproveitamento ou destinação correta de resíduos. Esse conceito foi reforçado com a publicação da Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei n°12.305, de agosto de 2010). Entre as definições, ficou estabelecido um acordo setorial, incluindo fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes, quanto à implantação de uma responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida do produto.

Dependendo do setor em que a empresa atua, implantar uma política de Logística Reversa é uma obrigação, como fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes de agrotóxicos, pilhas e baterias, pneus, óleos lubrificantes (com seus resíduos e embalagens), lâmpadas fluorescentes (de vapor de sódio e mercúrio, e de luz mista), e produtos eletroeletrônicos e seus componentes.

Em se atuando em outra área, a empresa também pode participar da Logística Reversa, desenvolvendo, fabricando ou colocando no mercado produtos adequados para a posterior reutilização ou reciclagem. Além de cumpri a lei, a empresa pode se beneficiar desse processo, seja fazendo o bem, moldando uma imagem positiva junto a consumidores de perfil mais consciente, melhorando os processos, reduzindo custos, gerando receitas e transformando a ferramenta em um diferencial diante da concorrência.

FORMATOS DE LOGÍSTICA REVERSA

A Logística Reversa pode se apresentar em dois formatos: no pós-venda e no pós-consumo. No primeiro, o produto retorna à cadeia de distribuição antes de ter sido usado pelo consumidor ou em casos de pouco uso (pela identificação de defeito ou por algum erro no processamento do pedido, por exemplo). Para isso a empresa precisa planejar o recebimento e encaminhamento dos itens, estabelecendo meios de controle do fluxo físico e das informações logísticas dentro de sua estratégia de organização. Muitas vezes, o produto pode passar por melhorias e voltar a ser comercializado, agregando valor. Já na Logística Reversa no pós-consumo, o produto foi adquirido, utilizado e descartado pelo consumidor, pelo término de sua vida útil ou porque sua validade chegou ao fim, portanto considerado impróprio para o consumo primário. Da mesma forma que no pós-venda, a empresa deve se preparar para receber os itens e dar-lhes o devido encaminhamento, que pode ser a reutilização para retorno ao ciclo produtivo, a reciclagem ou o desmanche seguido pela destinação ambiental adequada (apenas se a reintrodução no mercado for inviável).

A Logística Reversa é uma estratégia de diferenciação e tudo começa pela elaboração de um plano para delimitar as ações, da coleta à reutilização, reciclagem ou desmanche. Depois, como em qualquer planejamento para o negócio, o segredo está na implantação gradativa das medidas, avaliando os resultados.

Busque mais informações, estude o assunto, acredite na ideia e colha os frutos da proposta.

 

Veja também: