ÁREA DO ASSINANTE
Inscreva-se em nossa newsletter e fique bem informado!
Transfolha - Dia das Crianças

Intelbras
 

 

Categorias

 

MLOG - Manter atualizado

 

Logist

 



ANVISA amplia licenças de operação da Elog

Publicado em 08/05/2014

Investimentos em qualidade e segurança foram fundamentais para a operação de produtos do segmento farmacêutico

O porto seco Barueri e o CLIA Mooca (SP), administrados pela Elog, conseguiram, recentemente, novas licenças para operação de produtos do segmento farmacêutico.  A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) autorizou que estas unidades alfandegadas passem a armazenar produtos sanitários discriminados na portaria 344/98, como retinóides dermatológicos, psicotrópicos, morfina, relaxantes musculares, imunossupressores e outros insumos para fins farmacológicos. 

Para inclusão desses novos itens, tanto o porto seco quanto o CLIA deram uma atenção à segurança e qualidade. “O controle da armazenagem deste tipo de produtos exige maior cautela e rigor. Os investimentos vão desde aprimoramentos nos sistemas de segurança, como cofres e controle de entrada e saída no ponto onde essas cargas estão armazenadas, até sucessivas atividades de monitoramento das boas práticas sanitárias por técnicos farmacêuticos”, explica o gerente de compliance e assuntos regulatórios da Elog, Karlis Novickis. 

A atuação da área de compliance foi fundamental para a conquista da licença, uma vez que parte das atribuições dessa área é o chamado modelo regulatório, que consiste no acompanhamento regular da legislação aplicável à empresa, a reprodução dela pelos responsáveis técnicos e operacionais e o monitoramento e auditoria do respeito a essas normas pelos colaboradores e operação. “Por ocasião da vistoria das unidades, a ANVISA constatou a profunda melhoria da estrutura e do controle das boas práticas sanitárias da Elog”, afirma Novickis. 

Os maiores beneficiados com a novidade são os clientes que se utilizam deste tipo de produtos em suas operações, como as empresas químicas, drogarias, farmacoquímicos, institutos de pesquisa, hospitais, indústrias farmacêuticas, entre outros.  

Novidade

Outro fator relevante, recentemente anunciado ao mercado pela Elog foi a retomada das atividades no setor químico. Para isso, a companhia investiu em novos espaços e inovações que permitem oferecer um serviço seguro, ambientalmente correto e diferenciado.

Entre as benfeitorias, pode-se destacar o investimento de mais de R$ 9 milhões num sistema de combate a incêndio no Centro de Distribuição Alphaville, que incluiu alterações nos sistemas elétricos e de detecção de fumaça, a instalação de uma rede de Sprinklers certificada internacionalmente e na ampliação da rede de hidrantes da unidade, a fim de elevar a unidade ao mais alto patamar de segurança possível. 

Assim como os demais segmentos atendidos pela Elog, o setor Químico também conta com todos os serviços prestados pela cadeia logística integrada. “Com respaldo técnico e legal, a Elog atende clientes da área química desde a armazenagem, seja alfandegada ou não, até o transporte destes produtos para todo o território nacional”, explica Fernanda Garcia, gerente comercial do segmento da Elog.

Faça como milhares de profissionais! Acesse a plataforma para
profissionais de logística e supply chain. Clique aqui e saiba mais!

 

Veja também: