Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Arcor e LC Transportes são as primeiras a ter as novas transpaleteiras WT 3000 da Crown no Brasil

 

Publicado em 14/02/2011

A COMMAT Comércio de Máquinas (http://www.commat.com.br) está lançando a linha de transpaleteiras com operador a bordo WT 3000, da marca norte-americana Crown, composta pelos modelos WT 3020, com capacidade para 2000 kg; WT 3040, com capacidade para 2000 kg; e WT 3060, com capacidade para 2500 kg de carga. A Arcor Brasil comprou sete transpaleteiras da linha WT 3000 e a LC Transportes alugou cinco equipamentos. 

A WT 3000 incorpora diversos elementos de design para promover o conforto e alta produtividade ao operador: a plataforma reduz o impacto dos choques transmitidos ao operador em mais de 80% e a vida útil da suspensão da plataforma não exige intervenções de qualquer tipo para evitar problemas causados por agentes contaminantes. A bateria elétrica que alimenta o equipamento tem capacidades entre 240 Ah e 460 Ah, podendo ser removida verticalmente ou horizontalmente. 

As transpaleteiras da linha WT 3000 estão equipadas com o sistema e-GENTM Braking System, que proporciona uma frenagem regenerativa e sem fricção elétrica - a frenagem mecânica ocorre apenas no modo estacionamento; e o controle manual X10® reunindo todas as funções da transpaleteira ao alcance dos dedos do operador. Os equipamentos já vêm da fábrica dotados dos moderníssimos Controladores Access 123, que comandam todas as operações da máquina, desde a tração à parte hidráulica e ao painel de programação (velocidade, performance do equipamento e sistema de segurança operacional): possibilitam programação total dos equipamentos, entre eles determinar senha para os diferentes operadores que neles trabalham; programar 3 níveis de velocidade (regula velocidade de tração e de elevação); realizar diagnósticos de falhas (no painel do equipamento aparece o código que corresponde à falha apontada e o próprio operador, consultando um guia fornecido pelo fabricante - Infopoint, pode encontrar o problema e saná-lo); agilidade e praticidade na detecção de falhas, pois não é mais preciso desmontar a empilhadeira para descobrir onde está o problema. 

 

Veja também: