Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Asia Shipping finaliza 2021 com alta de 35% em importação e exportação aérea

 

Publicado em 04/01/2022

Segundo dados divulgados pela empresa, os setores de eletroeletrônicos e farmacêutico/hospitalar foram os que mais movimentaram o modal


Foto: Divulgação

As datas sazonais, como Black Friday e festas de final de ano, contribuíram para o crescimento da movimentação de cargas aéreas no segundo semestre de 2021. Na Asia Shipping, multinacional brasileira integradora de cargas aéreas, marítimas e rodoviárias, as operações de exportação e importação aérea fecharam o ano com um incremento superior a 35% em tonelagem, se comparado a 2020.

Além do aquecimento da economia, esse aumento no modal aéreo está relacionado ao pico de embarques, que ocorre em setembro e outubro, combinado com a sobrecarga de outros modais com a ampliação da demanda e falta de espaço nos contêineres. De agosto a novembro deste ano o crescimento foi de aproximadamente 50% em relação ao mesmo período em 2020.

“No segundo semestre, nosso volume de cargas transportadas aumentou 37% em relação ao semestre anterior. É neste período que os clientes começam a movimentar o mercado logístico para que os produtos estejam disponíveis ao consumidor em meados de novembro e dezembro. Após este período, ficam somente remessas menores para complementar os estoques.” – Carina Assumpção, Supervisora de Departamento Aéreo na Asia Shipping.

Outro detalhe importante são os produtos transportados. Os setores de Eletroeletrônicos e Farmacêutico/Hospitalar foram os que mais movimentaram cargas no modal. Alguns mercados não tão demandados em anos anteriores também se descaram, como o de Cosméticos e o Fashion.

“Como agenciadora de cargas, a Asia Shipping auxilia seus clientes da melhor maneira para garantir o transporte seguro, os prazos negociados, independentemente do modal”, finaliza Assumpção.

 

Veja também: