Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Columbia EADI Salvador anuncia ampliação e construção de novo CD

 

Publicado em 24/05/2011

As obras, previstas para serem concluídas em 2012, farão da unidade o maior operador logístico do Estado da Bahia 

O Grupo Columbia, juntamente com seus sócios Ability e Companhia Progresso, iniciou em maio as obras para ampliar as atuais instalações e construir um novo Centro de Distribuição na unidade da empresa em Salvador/ BA. O projeto de ampliação inclui as áreas do armazém alfandegado, que deve ganhar 9.000 m², e a área de pátio, que crescerá 25.000 m². Segundo o diretor da unidade, Murillo Mello Oliveira, "isso significa triplicar a capacidade de armazenagem coberta do terminal, além de dobrar a capacidade atual de armazenagem de contêineres". 

No plano, além do incremento de áreas já existentes, está a construção do novo CD, que terá 7.500 m² de área total e mais de 10 mil posições porta pallet. Com o novo espaço, a Columbia EADI Salvador triplica sua capacidade de armazenamento geral e torna-se o maior operador logístico do Estado. Em números gerais, a unidade ficará com 123.000 m² de área total, 24.832 m² de área coberta e 98.168 m² de pátio e áreas comuns. 

Para isso, até o segundo semestre de 2012, quando está prevista a conclusão do novo CD, serão investidos R$ 16 milhões de reais em obras e outros R$ 2,1 milhões em máquinas e equipamentos. "Receberemos no segundo semestre uma Meclift com capacidade para 16 toneladas e uma Reach Stacker capaz de suportar até 45 toneladas, além de mais 5 empilhadeiras de pequeno porte (2,5 toneladas) para os novos armazéns", diz o diretor. 

Para os clientes da Columbia EADI Salvador, todo este investimento significa instalações ainda melhores, maior capacidade de armazenagem e movimentação de carga e operações mais rápidas, seguras e com menor custo. "Além de beneficiar as empresas já estabelecidas na Bahia, o novo complexo logístico oferece total segurança em relação à cadeia de suprimentos e exportação das empresas que pretendem se instalar no Estado. Os clientes terão em um só lugar diferentes serviços logísticos com total sinergia, integrando de forma plena cada etapa da sua operação: armazenagem alfandegada na importação e exportação, transporte, centro de distribuição e também a disponibilidade de todos os órgãos anuentes dentro do terminal", completa Murillo Mello. 

 

Veja também: