Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Com alta no e-commerce e pedidos antecipados, Paletrans cresce 7%

 

Publicado em 03/08/2020

Retração do mercado com pandemia do Coronavírus reduziu projeções, mas não foi suficiente para deter avanço da marca


A fabricante de equipamentos Paletrans Empilhadeiras encerrou o primeiro semestre de 2020 com crescimento de 7% em comparação ao mesmo período de 2019, impulsionado pelo aumento das operações de clientes que exercem atividades consideradas essenciais para o enfrentamento da pandemia do Coronavírus. Em meio à desaceleração geral imposta ao mercado, a marca refez suas projeções, seguiu com as vendas, investiu em processos e expansão da rede de distribuidores.

 

“O cenário causado pela pandemia foi o fator principal que afetou nossas projeções no primeiro semestre. Por outro lado, cerca de 60% da nossa carteira de clientes é composta por empresas consideradas serviço essencial e o aumento significativo de suas operações quase supriu a queda no volume dos outros 40%.” - Denis Dutra de Oliveira, CEO da Paletrans Empilhadeiras.

 

Segundo explica o executivo, esses clientes anteciparam os investimentos que costumavam ser feitos entre o terceiro e quarto trimestres do ano, puxados pela demanda gerada no e-commerce. Entre os equipamentos que lideraram as vendas estão as empilhadeiras manuais (modelo LM) e patoladas (modelo PT), produtos de menor valor agregado e que se mostraram alternativa de menor custo para manutenção ou expansão das operações.

 

“O ponto-chave para continuarmos estáveis nesse momento de crise foi investir em pessoas. A Paletrans adotou mais de 40 ações mitigatórias e investiu em duas diferentes frentes: a primeira, e mais importante, recursos para oferecer um ambiente seguro para nossos colaboradores continuarem trabalhando. A segunda frente refere-se à verticalização dos processos, pois menos de 20% dos nossos componentes dependem de fornecedores externos e isso foi crucial, já que houve uma parada generalizada em diversos segmentos da economia, tanto no Brasil quanto no exterior, dificultando a produção de produtos.”

 

Ainda no primeiro semestre de 2020, a Paletrans Empilhadeiras investiu na sua rede de distribuidores, como como parte de um processo de reestruturação da marca iniciada em 2019. Houve expansão de 28% da rede em comparação ao mesmo período de 2019 e isso é atribuído à saída acelerada de outros players do mercado e, também, pela estratégia de avançar nas regiões Centro Oeste, Norte e Nordeste.

 

“Lançamos um portal na internet específico para atrair pequenos empresários interessados em se candidatar a distribuidor autorizado da nossa marca. A iniciativa trouxe os resultados esperados e, desde o lançamento, estamos efetivando em média duas novas revendas por semana, aumentando não apenas as vendas, mas sendo uma marca que está contribuindo para que pessoas e empresas superem esse momento de instabilidade fortalecendo seus negócios.”

 

Para o segundo semestre, o CEO da Paletrans destaca que o mercado da fabricante de equipamentos usualmente tem uma sazonalidade de 10% a 15% a mais de vendas, em comparação ao primeiro semestre, entretanto, como parte dos clientes antecipou as compras com a pandemia, acredita-se que o crescimento acumulado em 2020 ficará em torno dos 10%, considerando entre esses valores um aumento natural em fatia de mercado decorrente das novas estratégias empreendidas pela empresa.

 

 

Veja também: