Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Com armários inteligentes, HandOver aumenta 34 vezes seu faturamento

 

Publicado em 23/03/2021

Os armários inteligentes são transit points que reduzem a operação de entrega, facilitando a last mile, além de outros benefícios


Os armários inteligentes, utilizados como postos avançados na etapa final das entregas de e-commerce, a chamada last-mile, são a aposta da HandOver, startup em atuação no ramo logístico há apenas três anos.
A aposta mostra-se tão certeira, que o seu faturamento cresceu 34 vezes no ano passado, segundo a startup.

Espera-se que o salto, alavancado pela pandemia, continue em 2021 o que faz a empresa agir para expandir sua capacidade.

Segundo N. Sauer, CEO da HandOver, o mercado de logística nesse setor da perna final do comércio eletrônico está “superaquecido e disposto a se adaptar e aceitar novas tecnologias”.

Os planos de crescimento para os próximos dois anos é chegar aos 1.000 lockers.

Vale lembrar que os armários inteligentes funcionam como microhubs (transit points), que a empresa desenvolveu para reduzir o tempo de entrega, a emissão de CO2, além de eliminar a necessidade de contato entre os operadores.

Os e-commerces deixam mercadorias nesses pontos de passagem, para que ciclistas retirem as encomendas dos armários para entrega aos destinatários.

A solução traz benefícios não apenas para as empresas de comércio eletrônico, mas também para transportadoras e empresas que realizam entregas por bicicleta, moto ou carro.

 

 

Artigo(s) publicado(s) na revista e relacionado(s)


 

Uso de pontos de coleta para redução de custos logísticos
Um estudo do grupo do MIT sobre redução de custos de entregas last-mile

 

 

Veja também: