Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Como a Nakata internalizou sua gestão de distribuição e transporte

 

Publicado em 12/05/2020

Um case de sucesso do processo de internalização dos processos da Nakata, assessorado pela FacilityLog


Com a expertise em gestão de transporte e logística da  FacilityLog, empresa com 12 anos de experiência no desenvolvimento de processos para que embarcadores identifiquem o melhor modelo para o seu negócio, iniciou-se há cinco anos um diagnóstico minucioso sobre os processos de transporte para a Nakata. A consultoria assessorou na  internalização dos processos para melhorar a satisfação de seus clientes, espalhados por mais de 600 pontos de distribuição e responsáveis pela comercialização de sua linha de produtos, formada por mais de seis mil itens. 

Diante disso, a empresa fabricante de autopeças para suspensão, transmissão, freios e motor, líder em componentes undercar, aos poucos deixaram de executar atividades terceirizadas, em relação aos transportes. Com base no projeto, foram estabelecidos metas e desafios que levariam as melhorias desejadas pela Nakata para o escoamento de seus produtos desde seu Centro de Distribuição (CD) localizado em Extrema (MG), até a entrega final para seus distribuidores em todo o país.



Principais desafios para a melhoria dos transportes 

Durante as etapas de internalização dos processos de distribuição e transporte, foi realizada a construção do book logístico para entender as necessidades dos clientes na hora do recebimento dos produtos no ponto de venda. Os principais desafios identificados na época: escolha de transportadoras com expertise no segmento automotivo; diminuição do prazo de entrega ao cliente; custos de frete adequados , potencialização do controle sobre produtos entregues e faturados; redução  drástica das avarias de produtos para impulsionar a sua competitividade no mercado, entre diversos outros desafios.

 

“Não tínhamos  o controle pleno e a gestão do nosso negócio em operação, enfim não existia informação clara sobre como e quando os nossos produtos chegavam aos distribuidores. Por isso, a internalização do transporte foi uma forma de gerir todos esses processos, pois, entendemos que a qualidade da entrega é parte do do produto e precisávamos melhorar o nosso atendimento.” - Alexandro Barbosa, gerente de logística da Nakata.


O coordenador de transporte da Nakata, Rafael Nascimento, relatou que no passado, a empresa enfrentou dificuldades no modelo de transporte que não se alinhava mais às necessidades do mercado. Segundo ele, a comunicação entre os processos de separação das mercadorias e coletas não tinham sinergia.

 

“Em muitos casos, os produtos ficavam prontos sem caminhão para carregar, ou caminhão parado à espera das mercadorias que não estavam disponíveis. Enfim, existiam melhorias que poderiam gerar mais produtividade e menores prazos para entrega ao cliente.”



Benefícios com a internalização do  transporte

Após a Nakata assumir a gestão total da distribuição e transporte de seus produtos, a empresa foi considerada, com base em pesquisas do segmento, entre as  melhores indústrias de autopeças no quesito.  . Houve também maior aproximação com seus clientes que possibilitou identificar as exigências e necessidades de cada um deles.


“Além da carga fracionada, começamos a trabalhar também no formato lotação que trouxe competitividade  para os custos  dos fretes e aumento da qualidade na cadeia de distribuição. As transportadoras que escolhemos, hoje são especializadas no segmento de autopeças em relação as regiões específicas do país, entendem mais sobre os cuidados necessários da nossa mercadoria e as melhores formas de manuseio e desembarque da carga.” 



Barbosa conta que antes da  internalização  da distribuição, o time de vendas Nakata atuava mais para resolver os imprevistos da logística e suas entregas dos produtos.

 

“Hoje, a logística virou um argumento de venda para a conquista de novos clientes. A nossa performance de venda e entrega dentro do prazo está em 96%, antes era de 85%, mas com índice de avaria muito alto, além de divergências  ao chegar no ponto de distribuição”.



Digitalização dos processos à plataforma Simulefrete

Com o modelo de logística/transporte já adequado e com os processos  revisitados, era importante ter a gestão completa da distribuição, estabelecer a comunicação com os seus transportadores e a integração de todos os processos definidos durante o projeto de internalização da distribuição, segundo Sérgio Sanchez diretor da Facilitylog.

 

“Tinhamos a  necessidade principal para o acompanhamento das entregas e a expedição de 4 mil notas por mês em tempo real, com reports internos sobre o fluxo e controle dos custos do transporte. Para isso, a FacilityLog também ofereceu apoio tecnológico e conseguiu reunir todas essas expertises à plataforma Simulefrete, hoje considerada o coração das nossas operações de distribuição”, enfatizou Nascimento.

 

Ele comenta que a ferramenta mostra o panorama geral de todas as entregas, performance e conciliação financeira em tempo real. Para o futuro, a Nakata e a FacilityLog estão desenvolvendo o módulo “Cargas Inteligentes” que fará parte da sua ferramenta online de gestão de transporte.

 

“Os nossos clientes vão acompanhar os seus pedidos em tempo real e teremos valores para o transporte de cabotagem, comparações entre modais e provisionamento de envio de mercadorias para otimizar  ainda mais  o frete, com base no comportamento de cada cliente, e até a escolha de transporte para carga fracionada ou fechada para cada demanda e o melhor momento para expedição”.



As mudanças realizadas pela empresa em sua logística como um todo, mudaram totalmente a percepção de seus clientes.

 

“Uma escala de 0 a 10, a satisfação dos nossos clientes aumentou da nota 4 para 8, conforme pesquisas internas.  A FacilityLog com toda  sua expertise e conhecimento adquiridos em relação ao mercado Logístico ao longo dos anos, somados aos esforços e know-how da Nakata,  desenvolveu  a ferramenta Simulefrete para otimização de toda a Distribuição da  Nakata. Além disso, atuou junto aos nossos parceiros de forma eficiente neste processo de digitalização do transporte.” - Marcelo Tonon, diretor de supply chain  da Nakata.

 

“O relacionamento Nakata com os seus parceiros adquiriu um formato mais próximo de atuação, com reuniões mensais de avaliações e valorização dos serviços prestados, sendo que o transporte é hoje, a única parte  terceirizada no processo, porém, os transportadores são considerados partes essenciais do nosso negócio”
 



Confira vários benefícios com a internalização da distribuição  apontados pelos profissionais de logística da Nakata:

• Escolha de transportadoras com expertise no segmento automotivo em cada região do país;
• Controle das mercadorias entregues no ponto de venda;
• Acompanhamento em tempo real dos custos do frete e produtos faturados;
• Escolha do modal ideal para cada região para a entrega das peças automotivas que trouxe redução de custos no transporte;
• Diminuição de avarias e melhoria da satisfação do cliente;
• Adequação  de custos  de transporte  com melhoria na entrega;
• Aprovação de custos de transporte em tempo real e apontamento de possíveis custos não programados;
• Desempenho de entregas em tempo real, por região, estado ou município;
• Maior aproximação, alinhamento e valorização de suas transportadoras;
• Coleta realizada diretamente no Centro de Distribuição Nakata;
• Redução no tempo de entrega das mercadorias;
• Maior facilidade de negociação no custo de transporte;
• Controle de pagamentos com base nas negociações do frete;
• Valor imediato sobre o valor do frete para cada entrega;
• Comparação de valores de fretes evitando erros de cobrança;
• Posicionamento sobre os pedidos entregues para faturamento no mês;
• Auditoria e rastreabilidade sobre performance do transportador;


“A equipe de gestores em logística da FacilityLog ajudaram na identificação  das lacunas  existentes em nossos processos, sugestões, orientações e apoio na implementação de  melhorias para adequação  de custo do transporte com melhoria da qualidade , suporte no processo de  internalização, apoio na escolha e uso de  tecnologias para a gestão completa de nossa Distribuição física , que consequentemente ajudaram a melhorar a satisfação de nossos clientes em todo o país e melhores índices de vendas”, finalizou Barbosa.

 

 

Veja também: