Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Condomínios logísticos: relatório aponta maior taxa de vacância no RJ

 

Publicado em 04/08/2020


Apesar de estável, setor de condomínios logísticos registra 64% a mais de devoluções que em 2019

 

O mercado de condomínios logísticos não registra grandes oscilações no segundo trimestre do ano, meses que coincidem com a pandemia de Covid-19, de acordo com o estudo First Look realizado pela JLL.
A leve queda na vacância de 0,1p.p. deve-se à entrega de novos galpões e manteve a taxa no mesmo patamar (17,8%). Considerando o grande volume de estoque previsto, este movimento deve seguir ao longo do ano. O estado de São Paulo possui uma vacância alinhada com o mercado nacional, em 17.9%, enquanto o Rio Janeiro está na faixa de 24,6%.

A absorção bruta total foi de 415 mil m². São Paulo contribuiu com 320 mil m², com destaque para região de Jundiaí - 70 mil m² - seguida por Guarulhos - 57 mil m². Com novas entregas estimadas para 2020 e 2021, o mercado no entorno da Grande São Paulo aponta para intensificação da tendência do last mile.

Com 64% a mais de devoluções que o período anterior, o mercado industrial teve no segundo trimestre deste ano 265 mil m² devolvidos. Apesar do crescimento, historicamente, este período do ano costuma registrar o maior volume de retornos. Analisando o mesmo período no ano passado, se vê uma queda de 28% na metragem devolvida. São Paulo, por exemplo, que obteve o maior volume de novos negócios neste trimestre, é também o que mais devolveu - 165 mil m².

 

Clique aqui para baixar o FL Industrial do 2º trimestre de 2020 e acessar todos dados da pesquisa.

 

 

Veja também: