Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Cotrag Transportes fecha 2010 com crescimento de 35%

 

Publicado em 18/02/2011

Faturamento em ascendência é resultado da combinação de investimentos e otimização da frota 


Considerando os anos anteriores, 2010 foi de retomada no mercado de transportes de produtos químicos. A movimentação passou a ser mais atuante e profissionalizada por conta das diversas legislações, que pedem documentação e equipamentos compatíveis com o negócio. Neste contexto, a Cotrag Transportes colhe os bons frutos do trabalho que vem desenvolvendo desde o começo de suas operações, em 2008. 

De acordo com Antonio Paulucci, diretor da companhia, os volumes transportados pela Cotrag no último ano obtiveram crescimento de cerca de 50% em relação ao ano anterior. "Devido ao incremento da frota, com a aquisição de 13 carros, passamos de 57 veículos para 70, um crescimento de 23%", diz. 

O desenvolvimento de um trabalho maciço da área comercial, que otimizou os equipamentos, também foi fator relevante para o resultado 35% de aumento no faturamento. "A contratação de fretes retorno aumentaram significativamente, girando em torno de 30%, consequentemente nossos custos fixos diminuíram, ficamos mais competitivos e aumentarmos o volume transportado", comemora Paulucci. 
Além do crescimento da frota, a Cotrag também investiu nas instalações da empresa com a locação do um site com escritórios modernos, equipados com tecnologia de ponta para localização e monitoramento dos carros, salas de treinamentos, dormitórios, salas de descanso para motoristas e um pátio adequado ao tamanho da frota. "Conseguimos, com esses investimentos, nos consolidar no mercado e atrair clientes multinacionais, o que nos credencia como uma empresa que presta serviço de qualidade". 
Com grandes ambições, o executivo revela que os investimentos na transportadora ainda não acabaram. "Contamos atualmente com 70 caminhões e pretendemos fechar este ano com 90, isto significa um aumento de mais de 28% da frota. Quanto ao faturamento, a previsão é de 50% de crescimento", afirma Paulucci, garantindo que a otimização dos recursos é o principal objetivo da transportadora. 
A abertura de filiais também está nos planos para 2011. "Com base nas demandas, a empresa estuda três novas unidades: Rio de Janeiro, Minas Gerais e Curitiba. Para isso, estamos na dependência do fechamento de alguns contratos, que nos dará este suporte". Vale ressaltar que nos próximos meses a companhia será auditada para a certificação SASSMAQ, Sistema de Avaliação de Saúde, Segurança, Meio Ambiente e Qualidade, e, como próximos passos, as certificações da ISO 14001 e ISO 9001. 

 

Veja também: