Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Logistica do Futuro - Virtual

Dachser aumenta receita impulsionada pelo setor de logística rodoviária

 

Publicado em 16/04/2020

Valor representa aumento de 1,6% em comparação ao ano anterior. Mais de 150 milhões de euros foram investidos em instalações de logística e sistemas de TI


Mesmo com a economia global cada vez mais desafiadora, a Dachser continuou crescendo em 2019. A provedora de logística aumentou sua receita líquida consolidada em 1,6% no último ano, alcançando 5,66 bilhões de euros. Quem conduziu esse crescimento foi novamente o setor de logística rodoviária: a receita líquida dos negócios chegou à casa dos 4,6 bilhões de dólares, o equivalente a um aumento de 2,9%.

O crescimento da receita do grupo contrasta com os números decrescentes de remessa e tonelagem mundiais, que diminuíram respectivamente 3,7% (de 83,7 para 80,6 milhões) e 1% (de 41,4 para 41 milhões de toneladas) em relação a 2018.

 

"Estamos comprometidos em garantir a qualificação e motivação de nossos funcionários, além de investirmos continuamente em nossa rede, processos e serviço de TI. Quando o vento econômico assopra, qualidade e confiabilidade contam mais do que nunca.” - Bernhard Simon, CEO da Dachser.

 

Desenvolvimento dos negócios em detalhes

O campo de negócios de logística rodoviária da Dachser – que inclui do transporte ao armazenamento de bens industriais e de alimentos – deu estabilidade enquanto impulsionava o crescimento da companhia. Em 2019, o setor dentro da empresa aumentou sua receita líquida consolidada em 2,9%, de 4,47  para 4,60 bilhões de euros.

A linha de negócios de logística europeia contribuiu com 3,63 bilhões de euros (+2,4%) para a receita rodoviária. Mas é a área de logística alimentícia da Dachser que alcançou o maior crescimento em 2019, registrando um crescimento de receita de 5,1%, de 917 milhões para 964 milhões de euros. O número de remessas movimentadas diminuiu 1,7% e a tonelagem registrou um ligeiro aumento de 0,6%. “Isso se deu graças às alianças com nossos parceiros da Rede Alimentar Europeia (EFN, em inglês), que provaram ser extremamente estáveis e frutíferas”, comenta Simon.

Os efeitos do declínio do comércio mundial, especialmente da indústria automobilística alemã, foram sentidos no setor aéreo e marítimo: a receita caiu 4,1% no ano passado, diminuindo de 1,19 bilhões para 1,14 bilhões de euros. Por sua vez, o número de remessas caiu 5,6%.

 

“Em contrapartida, para combater esse cenário, a Dachser adicionou aos seus clientes os setores de ciências da vida, farmacêutico, moda e esportes.” - João Paulo Caldana, diretor-executivo da Dachser Brasil.

 

Além disso, expandiu os serviços ferroviários ao longo da Nova Rota da Seda (One Belt, One Road) e conectou os transportes aéreo e marítimo ao terrestre.

A fim de melhorar ainda mais a qualidade de seus serviços, a empresa investiu 151 milhões de euros na construção ou expansão de terminais e armazéns de trânsito e em sistemas de TI e equipamentos técnicos em 2019. Investimentos de montante semelhante estão planejados para o ano atual: objetivo é implementar um sistema de gerenciamento de transporte para lidar com 99% de todas as remessas até a metade de 2020.

 

“Garantir empregos é nossa principal prioridade neste ano”, esclarece o CEO da empresa, referindo-se à crise ocasionada pelo surto mundial de coronavírus. Queremos continuar sendo um parceiro estável e confiável para clientes e subcontratados. Juntos, superaremos essa crise com preços e remuneração justos em busca de um crescimento futuro.”

 

 

 

Veja também: