Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Demanda por gerenciamento de riscos faz Buonny crescer 43% em MG/Centro-Oeste

 

Publicado em 11/05/2022

Com operações predominantes em siderúrgica, cooperativas de transporte e agronegócio, região tem buscado soluções da companhia para conferir segurança e eficiência às operações logísticas

Por Christian Presa, com informações de Assessoria de Imprensa


Foto: Divulgação

A Buonny anunciou ao mercado crescimento na unidade de negócios Minas Gerais/Centro-Oeste. Entre janeiro e março de 2021, a regional teve alta de 43% em relação ao mesmo período do ano anterior. De acordo com a empresa, os fatores que influenciaram o crescimento foram a captação de novas oportunidades de negócio, a aproximação juntos às corretoras de transporte e a atuação da equipe em prol de apresentar comerciais condizentes com a realidade e as necessidades do cliente.

O estado de Minas Gerais e a região Centro-Oeste têm operações consolidadas em siderúrgica, cooperativas de transportes e agronegócio. Segundo a Buonny, a região tem buscado as soluções da empresa para otimizar o gerenciamento de riscos, conferindo segurança e eficiência às operações de transportes de cargas e logística.

De acordo com o gerente regional da Buonny em MG/Centro-Oeste, Percival Tavares, a área de gerenciamento de riscos teve grande evolução nos últimos anos. Segundo ele, há vinte anos – quando foi designado para atuar neste departamento dentro da Buonny –, GR envolvia somente cadastro de motoristas e rastreamento de veículos. Hoje, a operação contempla, além disso, outras soluções e serviços agregados.

“Posso dizer que uma das maiores mudanças foi o desenvolvimento de tecnologias com software inteligente, que trazem praticidades aos clientes e praticamente gerenciam as viagens em um processo seguro e automático, cabendo ao operador tratar somente as quebras de procedimentos com maior agilidade e segurança.” – Percival Tavares, gerente regional da Buonny em MG/Centro-Oeste.

O executivo destaca que, atualmente, alguns dos destaques da companhia são a inclusão de reconhecimento facial cadastro e a diminuição no tempo de retorno da pesquisa ao cliente, que está entre 7 e 15 minutos.

OVERVIEW: GERENCIAMENTO DE RISCOS NO BRASIL

Não é à toa que, em geral, gestores nas áreas de transporte, logística e cadeia de suprimentos tenham a gestão de riscos como um ponto relevante, uma vez que a realidade brasileira exige essa atenção. Somente em relação ao roubo de cargas, por exemplo, a pesquisa CNT Perfil Empresarial apontou que essa é uma realidade para 62,5% das empresas participantes. Dessas, 42,1% tiveram de 1 a 5 ocorrências de roubo nos últimos dois anos.

 

Veja também: