Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Eldorado Brasil muda estratégia e reduz 25 mil viagens rodoviárias

 

Publicado em 30/01/2020

Empresa adota o transporte ferroviário em sua operação, freando o número de  viagens rodoviárias

 

O transporte por caminhões , apesar de ser dominante no Brasil, é o meio mais caro e poluente. Para reduzir o número das suas viagens rodoviárias, a Eldorado Brasil mudou sua estratégia logística e lançou uma nova rota de transporte de celulose da sua fábrica até o porto de Santos, no litoral paulista.
Em parceria com a CMA-CGM, a empresa trocou os caminhões pelo trens e passa a utilizar contêineres  para levar sua carga até o cais portuário. O transporte ferroviário começa em Jundiaí, no interior de São Paulo.
Em suma, essa medida vai eliminar cerca de 25 mil viagens de caminhão a cada ano das rodovias e das ruas.

Logo após a saída das cargas de celulose da fábrica da Eldorado Brasil, em Três Lagoas (MS), elas são levadas de caminhão até Jundiaí, de lá seguem de trem até os terminais na beira do cais, de onde é embarcada em navios para exportação.

Dessa forma, deixa-se de sobrecarregar as rodovias no trecho de Jundiaí a Santos. Certamente, outra vantagem é evitar viagens dos contêineres vazios e cheios dentro da cidade litorânea, já que as distâncias entre o terminal de estufagem e o terminal na beira do cais exigem o uso de caminhões pelas ruas santistas. Com o trem, os contêineres são levados diretamente para o terminal onde atraca o navio.

Além de tudo, há ainda o ganho ambiental e o fato de que a nova rota gera empregos  nas duas cidades.
Vale lembrar ainda que a quantidade de celulose exportada pela Eldorado Brasil não consegue ser atendida apenas pela via férrea, portanto continuam ocorrendo entregas de caminhão no terminal da Eldorado/Rishis, na região do Outeirinhos, em Santos.
 

 

Veja também: