Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Logistica do Futuro - Virtual

Empresa russa de soluções de rastreamento lança operação brasileira

 

Publicado em 11/05/2012

A partir da década de 1990, o movimento de acordos comerciais e a chegada de empresas russas ao Brasil têm se intensificado consideravelmente, fazendo da Rússia o 16º principal parceiro comercial do país. Além das comodities agrícolas, que ainda compõem 80% da balança comercial Brasil-Rússia, os russos estão apostando numerosas fichas em suas tecnologias, ultrapassando o limite da importação e implantando filiais no mercado nacional, como acaba de fazer a Russian Navigation Technologies – RNT.

 Líder russa especializada no desenvolvimento e instalação de sistemas de rastreamento e monitoramento de transportes via satélite e gestão de frotas de veículos, a RNT acaba de abrir a Gisline Rastreamento, sua subsidiária brasileira para representação da sua solução MoveTracker com tecnologia russa. O próximo passo da empresa será a construção de uma fábrica no Brasil até 2014 que atenderá, também, os mercados do Chile e da Argentina, onde a empresa possui clientes, além da demanda interna.

 A empresa almeja conquistar até 2017 ao menos 25% de marketshare. Dados relevantes: 65% do segmento nacional de monitoramento de veículos é dominado por cerca de 15 empresas; há mais de 65 milhões de veículos no Brasil, dos quais aproximadamente dois milhões são monitorados, segundo o Denatran – Departamento Nacional de Trânsito.

 O mercado prevê um impulso adicional e significativo com a lei que já obriga as montadoras a equiparem todos os seus veículos novos com rastreadores via satélite. “Com isso, estimamos um faturamento de cerca de US$ 180 milhões entre 2017 e 2018”, prevê Serge Demidov, sócio-diretor da MoveTracker Brasil.

 Um grande diferencial da MoveTracker é que seus terminais são baseados nos sistemas de localização por satélite russo Glonass, recém lançado no Brasil, e norte-americano GPS, podendo funcionar com os dois ao mesmo tempo. “Outro ponto importante é que, como somos uma integradora do ciclo completo, pois produzimos equipamentos e desenvolvemos softwares, podemos atender qualquer necessidade do nosso cliente de maneira mais eficaz e eficiente, desenvolvendo soluções personalizadas e dando garantia para o sistema”, enfatiza Demidov.

 Russos no Brasil

 Segundo o sócio-diretor da MoveTracker do Brasil, a Rússia está mudando sua forma de realizar negócios, o que vem contribuindo com a expansão mundial de outros recursos do país. “Os produtos de exportação hoje não são somente insumos e matéria-prima. Hoje, a Rússia também exporta tecnologia”, analisa Demidov.

 O interesse russo pelo Brasil fica evidente com a cobertura do território nacional pelo sistema de localização por satélite Glonass, realizada em março. E, ainda este ano, a Rússia instalará no Brasil uma estação terrestre de correção integrada ao sistema de localização por satélite Glonass. O anúncio foi feito na semana passada, dia 18 de abril, pelo vice-diretor do Centro de Sistemas Russos por Satélite, Serguêi Karútin.

 

Veja também: