Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Logistica do Futuro - Virtual

Equipamentos elétricos e com lítio reduzem poluentes e custo operacional

 

Publicado em 26/06/2020

Fabricante enumera as vantagens dos veículos e máquinas 100% elétricos em relação às máquinas convencionais

 

Os equipamentos 100% elétricos movidos a bateria de lítio, além das vantagens operacionais, têm permitido que as empresas reduzam as emissões de gases poluentes e os custos em suas operações. Segundo a BYD, fabricante de baterias de fosfato de ferro-lítio e de veículos 100% elétricos, esses equipamentos têm ganhado parcelas cada vez maiores do mercado brasileiro.

A crise mundial, causada pelo Covid-19, também acelerou a busca pelas ofertas sustentáveis, já que novas atitudes têm sido incentivadas e adotadas pelos consumidores e empresas, que estão procurando formas mais econômicas e sustentáveis de produzir.

Para se manter no mercado das soluções verdes na área de logística, a BYD diz ter estabelecido três objetivos:

  • utilizar baterias de longa duração;
  • buscar a economia de energia e;
  • a proteção ambiental.

 

Equipamentos elétricos e com lítio

Nas operações logísticas verdes e econômicas da empresa, destacam-se a van eT3 Delivery BYD e uma extensa linha de empilhadeiras e rebocadores.
O diretor de vendas da BYD, Henrique Antunes, garante que todas as máquinas e veículos movidos a bateria de fosfato ferro lítio possuem vantagens na comparação com as demais a combustão tanto nos gastos com abastecimento, quanto nos custos de manutenção.

 

“Além de todos os ganhos na redução com emissão de CO2 e demais gases poluentes, os veículos e máquinas de bateria de lítio chegam a consumir em KW/h apenas 20% do equivalente em Km/l e a manutenção chega a ser 15% do valor gasto em um veículo ou máquina a combustão.”

 

Ele ressalta ainda que quanto maior é a utilização dos veículos em hora trabalhada, maior será o retorno do investimento.

 

Clientes relatam vantagens operacionais

A multinacional Crown Embalagens substituiu todas as empilhadeiras a gás por empilhadeiras 100% elétricas BYD em seu parque industrial de seis fábricas no país.

 

“Temos um processo industrial bastante sustentável: desde o aproveitamento dos recursos hídricos até a forma de gerenciamento de resíduos. Na logística, também buscamos implementar boas práticas sustentáveis e a descoberta da BYD nos ajudou neste processo. Nós temos uma operação muito intensa na movimentação dos nossos estoques, com o carregamento de 350 caminhões por dia, e isso gerava uma taxa de poluição muito alta. Com o uso das empilhadeiras elétricas BYD, este processo não emite mais poluentes. Além disso, as empilhadeiras BYD nos garantiram uma maior ergonomia e uma melhora na segurança de nossas operações.” - Glauco Rodrigues, coordenador de Operações Logísticas.

 

A Dispel, empresa de compra, venda e locação de empilhadeiras é parceira da BYD há quatro anos e conta que os clientes têm se surpreendido com o desempenho e o custo de operação das máquinas.

 

As empilhadeiras de bateria de lítio da BYD são muito mais rápidas, tem uma recarga mais rápida, não tem efeito memória. Chegam a trabalhar 16 horas. Uma outra vantagem é que não precisam de sala de bateria, o que também gera um ganho no custo da operação.” - Alexandre Trova, proprietário da Dispel.

 

A multinacional Univeler, que tem como meta reduzir pela metade a emissão de gases poluentes até 2025, inseriu a van eT3 BYD 100% elétrica na logística de distribuição do sorvete Ben&Jerry’s na Grande São Paulo. O gerente de Operações, Renato Starling, destaca as vantagens operacionais e o valor agregado que observou ao introduzir este veículo em suas operações.

 

“O objetivo da Unilever é tornar a sustentabilidade algo comum e trabalhando de uma maneira mais sustentável causamos um impacto positivo nas pessoas. O consumidor enxerga nisso um valor e isto se reflete em uma aceitação maior dos produtos.  Além do mais, o veículo elétrico é mais produtivo que um veículo comum, ele é mais ágil na rua e quase não tem manutenção.”

 

A Corpus é uma empresa de gerenciamento de resíduos com viés sustentável que investe na utilização de veículos elétricos em suas operações de coleta. A empresa já possui caminhões 100% elétricos BYD em algumas de suas operações e utiliza a van eT3 BYD na coleta de lixo hospitalar. O diretor operacional da Corpus, João Paschoalini destaca a disponibilidade do veículo.

“Ele tem 100% de aprovação. O carro não tem manutenção corretiva, apenas as preventivas e é um veículo muito econômico. Além disso, ele garante um conforto tanto para os operadores, quanto para os clientes, pois não emite nenhum ruído e não gera interferência no serviço, ou na atividade do cliente.”

 

Preocupação com o meio ambiente mobiliza indústria

A BYD é empresa membro líder do Programa de logística Verde do Brasil (PLVB), um grupo de empresas privadas que tem compromisso com a responsabilidade socioambiental que se empenha em adotar ações concretas dentro da sua cadeia produtiva para reduzir a intensidade das emissões de gases de efeito estufa e melhorar a eficiência logística e do transporte de carga no Brasil.
 

Exemplo que vem de casa

No Brasil, a BYD possui o maior parque de empilhadeiras com baterias de lítio do país. Desde o início das vendas, em 2017, as empilhadeiras 100% elétricas comercializadas pela BYD já deixaram de emitir mais de 20 mil toneladas de CO2, o equivalente ao plantio de cerca de cento e quarenta e cinco mil árvores. Neste sentido, as empilhadeiras 100% elétricas BYD garantem autonomia para três turnos sem troca de bateria, com recargas parciais (sem efeito memória) e realizam a recarga total em até duas horas, contra oito horas da tradicional de chumbo-ácido.
A própria BYD faz uso de empilhadeiras 100% elétricas nas suas operações e conta com 12 equipamentos, sendo oito unidades em sua fábrica de painéis solares, três unidades em sua fábrica de chassis de ônibus elétricos e uma unidade em seu Departamento de Pós-vendas. Entre 2015 e 2019, as doze empilhadeiras totalizaram 43.156 horas de trabalho.
O uso das empilhadeiras elétricas evitou a emissão de 314 toneladas de CO2 no período de 2015 a 2019, transportando 431 mil toneladas de materiais. O custo operacional com energia elétrica foi de R$ 77.173,00, gerando uma economia de R$ 386.605,00 do custo de GLP (tendo como base o valor de R$ 4,30/kg), sem nenhuma manutenção, além de evitar o investimento na implantação do Pit Stop GLP e da sala de baterias, que seria necessário no caso de utilização de outro tipo de equipamento.
 

Vantagens das empilhadeiras e rebocadores BYD

  • A robustez e a durabilidade no uso severo propiciam maior disponibilidade;
  • As máquinas não emitem gases poluentes;
  • As baterias têm autonomia de até 16 horas e ainda permitem recargas parciais sem “efeito memória”;
  • Os carregadores de bateria da BYD são rápidos e requerem apenas alguns minutos durante as trocas de turno para a recarga, o que permitiu o trabalho em dois ou três turnos com apenas uma bateria;
  • As empilhadeiras 100% elétricas são seguras, não gerando nenhum acidente de trabalho com a carga transportada;
  • O custo operacional até 40% menor na comparação com os demais a combustão;
  • As empilhadeiras elétricas BYD têm o rendimento médio de 3kWh por hora, se comparadas às movidas a GLP, que têm rendimento de 2,2 kg por hora de trabalho.

 

Vantagens da van eT3 Delivery BYD

  • Custo operacional menor que as demais a combustão em relação à manutenção e ao custo com abastecimento;
  • Zero emissão de gases poluentes;
  • Super silenciosa,
  • Até 300 km de autonomia; Carga rápida;
  • Melhor torque da categoria: 180 Nm a zero rpm, sem embreagem, sem conversor de torque, alta disponibilidade, ideal para as operações de carga mais severas;
  • 720 kg de capacidade de carga;
  • Volume de carga 3.300 litros;
  • Freios Regenerativos (tipo KERS) que permite dirigir a maior parte do tempo apenas com o acelerador – One Pedal Drive;
  • Transmissão automática.
     

 

Veja também: