Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Expresso Cargo traz gestão para o Brasil e visa expansão na América do Sul

 

Publicado em 01/04/2021

Restrições governamentais forçaram a mudança. Agora, com gestão brasileira, empresa já visa expansão na América do Sul

 

Estabelecida na Argentina, desde sua fundação em 1996, a Expresso Cargo agora tem sua gestão no Brasil, na cidade paranaense de São José dos Pinhais.
A transferência já foi concluída e reforça a atuação internacional da empresa no segmento de transporte.

Segundo Claudio Cortez, diretor de operações e comercial da CSI Cargo, as soluções permanecem as mesmas, dentre as quais: cargas completas e fracionadas, seguro de mercadorias, coleta e distribuição, crossdock, despacho aduaneiro (Brasil) e almoxarifado temporário.

Embora a Expresso Cargo continue operando diferentes modalidades logísticas como Milk Run, transporte expresso (cargas urgentes) e door to door, vale destacar que a gestão das operações passará por uma mudança profunda que visa incrementar a participação da empresa junto a exportadores que utilizam transporte rodoviário.


“Faremos uma revisão completa do nosso modelo de gestão, desde a administração de custos, passando pela gestão de pessoas e filiais, chegando também na gestão comercial de mercados e precificação”, explica Cortez.


O motivo dessa mudança se deu após o atual governo argentino impor restrições na movimentação financeira entre Brasil e Argentina, aumentando custos e dificultando negociações.

 

''O objetivo agora é, não apenas minimizar esses impactos financeiros, mas também aumentar a atuação da CSI Cargo no transporte rodoviário internacional de cargas.''

 

Ainda segundo o executivo, já existem planos para ampliar os mercados atendidos, como o investimento em frotas no Brasil que permitirá ampliar a atuação para outros países da América do Sul como Paraguai, Uruguai e Chile.


“Nosso foco agora estará no transporte fracionado. Já demos início a algumas ações que envolvem a integração das equipes de venda dos dois países e alterações na tabela de preços do transporte fracionado e full. Além disso também faremos um incremento das equipes comerciais, tanto no Brasil quanto na Argentina. Pretendemos aumentar o fluxo de exportações entre Brasil e Argentina, fortalecendo as parcerias com forwarders.”

 

Além do Grupo Cargo estar sempre em conformidade com as normas internacionais, tendo certificação na ISO 9001, ISO 14001, OHSAS 18001 e migrando para a ISO 4500, o grupo também utiliza as melhores tecnologias para o monitoramento das operações de transporte rodoviário. Um deles é o Sistema de Transporte Unificado (STU) com aplicativo e via web para tracking de estado, confirmação de pedidos e também o Centro de Monitoramento Cargo (CMC), com monitoramento de frota 24x7, contato direto com o motorista, emissão de alertas em tempo real, entre outras funcionalidades.
Mensalmente, a Expresso Cargo movimenta no LTL (fracionado) 2.000 m/³ e no FTL 1.000 toneladas. Com a implementação das novas iniciativas, a empresa pretende intensificar essa movimentação.

 

“Nossa missão no transporte internacional é em dois anos aumentar em cinco vezes o volume transportado”.

 

Veja também: