Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

FM Logistic aposta na flexibilidade pela inovação

 

Publicado em 16/10/2014

Otimização da preparação de múltiplos pedidos

No centro da armazenagem, a preparação de pedidos é uma das etapas mais delicadas. Segundo um estudo que abrange dezenas de sites, ela representaria, em média, mais da metade das horas trabalhadas. Para otimizar os tempos de deslocamento dos preparadores, principalmente para pedidos pequenos, recorre-se, frequentemente, às missões de picking (coleta) de multi-commands (múltiplos pedidos) ou multi-supports (múltiplos suportes), normalmente chamadas Picking Multi Order (PMO).

Mais produtivo para pedidos de pequeno porte, esse processo é complexo e pode, às vezes, gerar problemas de qualidade: um produto é colocado em um suporte errado e um pedido errado é enviado.

Para a FM Logistic, especialista em Supply Chain, a busca de ganhos de produtividade, que incita o desenvolvimento da PMO, não pode ser feita em detrimento da qualidade do serviço. Para liberar-se das exigências ligadas à preparação dos múltiplos pedidos, a FM Logistic e seu sócio Balea chegaram à solução Put to Light. Associando os conhecimentos do especialista de sistemas de controle em meio industrial e sócio do Grupo desde 2009 ao pragmatismo da FM Logistic, essa solução, que pode ser instalada sobre qualquer tipo de carrinho, alia adaptabilidade e flexibilidade com um ganho de qualidade e produtividade confirmado.

Uma inovação simples e flexível
O sistema Put to Light é composto de uma arca (grande caixa), equipada com uma tela luminosa, que indica ao operador a quantidade de pacotes a ser colocada e “ilumina” o suporte sobre o qual o pedido deve ser armazenado. Adaptada à preparação de multi-pedidos, a inovação Put to Light conjuga numerosas vantagens:

- Adaptável, a arca é uma solução universal do tipo Plug and Play, que é fixada, simplesmente, sobre a plataforma dos carrinhos e funciona graças a sua bateria, sem interface complexa;
- Flexível, o conceito pode receber até seis telas e sinais luminosos, segundo a necessidade, devido a um sistema de corrediças, que permite fazer evoluir a configuração, conforme os fluxos. A arca também pode ser regulada em altura para se adaptar ao tamanho dos diferentes suportes (paletes, rolls);
- Compatível com os terminais de rádio, mas também com o controle vocal, permite às plataformas, dotadas de equipamentos clássicos, otimizar os fluxos intralogísticos e a rastreabilidade das mercadorias.

Confiabilidade e ergonomia
O Put to Light é um conceito em completa adequação com os modos de preparação de pedidos atuais. Graças à sua exibição dinâmica, permite suprimir as operações de identificação dos paletes e de validação, fazendo com que a fase de preparação fique mais fácil.

O controle vocal pode ser mantido. Ele completará o sistema para que se obtenha um controle sem falha.  Resultado: o risco de erro é quase nulo, frente a uma eficiência e produtividade crescentes. 

Testado durante dois meses, em uma unidade da FM Logistic, na Polônia, foi particularmente bem acolhido pelos preparadores, que enfatizaram a sua confiabilidade (posicionamento sem erro), caráter funcional (compatível com diferentes tipos de suportes) e ergonomia (menos cansaço constatado no fim do dia), para um nível de qualidade equivalente, até mesmo superior, comparado a uma solução clássica. 

Fonte: “Pilotez votre plate-forme logistique”, de M. Roux e G. Fleury (2012).

 

Veja também: