Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Fórmula 1: DHL transporta mais de mil toneladas de equipamentos

 

Publicado em 14/11/2019

Companhia é a parceira oficial de logística da F1, com frete aéreo, marítimo e terrestre. O transporte é realizado para carros, pneus, combustível, peças sobressalentes e até equipamentos de imprensa

 

De sexta até o próximo domingo muitos brasileiros largam em velocidade rumo a uma paixão: a Formúla 1. A programação de treinos e corridas evidencia a velocidade. Tanto que a gente até esquece que os preparativos para a corrida duram meses e envolvem milhares de pessoas.
Uma parte envolvida é DHL, líder mundial de transporte expresso e logística, parceria logística da F1. Além de premiar o piloto que atingir a volta mais rápida, a DHL transporta mais de mil toneladas de equipamentos. E o melhor: por terra, mar e água.

 

Os números do trabalho

Para a temporada de 2019, que começou em 17 de março em Melbourne, Austrália, e terminará em 1º de dezembro, em Abu Dhabi, Dubai, a DHL transportará 660 toneladas por meio de 747 Boeings (um total de 131.995 km) e 500 toneladas pelo mar, o que equivale ao peso de 165 elefantes.
Só para exemplificar: cada equipe da Fórmula 1 demanda em média de 40 a 50 toneladas, incluindo 10 mil quilos de equipamentos eletrônicos; mais de 30 contêineres de equipamentos de hospitalidade e 150 mil quilos de equipamentos de imprensa.

 

Processo

Devido a expertise, típica de quem tem 35 anos de mercado, a DHL entregue peças novas, como a asa dianteira e a parte inferior da carroceria, a tempo da qualificação, graças aos voos expressos que realizam entregas dentro de 24 horas.


"Elas são acompanhadas por um courier durante toda a viagem, que também facilita o caminho pela alfândega e organiza a transferência, de helicóptero ou moto, direto ao paddock da F1, se necessário", Patricia Starling, diretora comercial e Marketing da DHL Express.

 

Meta sustentável

Um dos focos da competição para os próximos anos será ampliar as ações de sustentabilidade, pensando em reduzir cada vez mais os impactos do esporte para o meio ambiente. Para isso, os motores estão sendo aprimorados, além do desenvolvimento de novas tecnologias e de combustíveis mais eficientes, ações que dialogam diretamente com o DNA da DHL.

"Nossas entregas expressas diárias já são feitas com essa mesma finalidade e temos veículos tri combustíveis, bicicletas e até mesmo couriers a pé. Saber que este também é o objetivo da F1 reforça ainda mais nossa sinergia", completa a Starling.
 

 

Veja também: