Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

G2A traz ao Brasil softwares APS da francesa Ortems

 

Publicado em 27/06/2011

Empresa com sede em Campinas fará implantações do software e dará suporte a usuários 

A G2A (http://www.g2a.net.br), empresa com capital 100% nacional que realiza a implantação de sistemas de tecnologia da informação, será a distribuidora oficial no Brasil das soluções da francesa Ortems, especializada em planejamento e programação avançada da manufatura (APS) para indústrias com restrições, alternativas e capacidade finita. Com sede em Campinas, São Paulo, e 15 anos de mercado, a G2A, ex-Esasorma, implantou o sistema em empresas de diversos segmentos como automotivo, cabos, farmacêutico e fornece suporte e manutenção a clientes no Brasil, Argentina e Estados Unidos. 

De acordo com Vanessa Maciel Husemann, gerente de projetos da G2A, a representação da Ortems veio somar ao portfólio de produtos e serviços oferecidos pela empresa, que se dedica a fornecer e implantar soluções de tecnologia da informação para o setor industrial. A executiva relata que após um processo de reestruturação, a equipe da G2A especialista em implantação de ERP se especializou no módulo de programação da produção, passando por treinamento intensivo na França (Paris e Lyon) e, periodicamente, participa de encontros virtuais com a Ortems para manutenção da certificação como implementadora de suas soluções. 

"O sistema foi traduzido para o idioma português pela área técnica da G2A. Para garantir a certificação da Ortems, o primeiro projeto da G2A no Brasil - a implantação do software na gigante farmacêutica francesa Sanofi-Aventis - foi conduzido integralmente pela equipe brasileira da G2A com supervisão periódica in loco da equipe francesa", conta Vanessa. 

O APS desenvolvido pela Ortems se destaca por seus algoritmos capazes de gerenciar os modelos mais complexos de produção. O principal objetivo é aumentar o valor agregado dos sistemas ERP, MES e WMS graças às vantagens obtidas com a otimização e a sincronização dinâmica dos fluxos de produção, aderentes ao inovador conceito de Agile Manufacturing. Oferece também um software próprio para realização de interfaces de forma gráfica, o que permite ser rápido e muito eficaz - em geral, as interfaces costumam ser o calcanhar de Aquiles dos projetos de sistemas corporativos e, sem dúvida, o sucesso do projeto depende muito de como esta fase do projeto é desenvolvida e conduzida. 

A empresa investiu cerca de 500 mil reais para trazer a Ortems ao Brasil. A escolha por esta softwarehouse deu-se por sua experiência de mercado - mais de 20 anos em cerca de 10.000 usuários em 40 países. As expectativas, de acordo com Vanessa, são elevadas: "Estamos implantando as soluções da Ortems em empresas no estado de São Paulo e no Chile e estamos preparados para aumentar nossa participação no mercado". 

Quando a indústria enfrenta um forte crescimento dos volumes de produção e mais, se isto estiver associado a uma maior complexidade na formação dos mix de produção, e não receber suporte adequado, inevitavelmente o resultado é o aumento de custos operacionais com horas extras, gargalos (às vezes, ao mesmo tempo máquinas ociosas), atrasos indesejados, fretes adicionais, entre outros. Algumas empresas já estão mais maduras no sentido de perceberem que o ERP, por mais robusto que seja, embora extremamente necessário e de uso quase que obrigatório é muitas vezes engessado na área de produção. "Para ir mais profundamente, tratando os detalhes, as particularidades, as restrições de cada tipo de produção, faz-se necessário o uso de soluções do tipo APS, em que a expertise é exatamente essa", destaca Vanessa. 

 

Veja também: