Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Gestor de Frota: Tmov lança solução para gestão de fretes

 

Publicado em 12/08/2021

Diante da forte demanda no país, expectativa é que o “Gestor de Frota” auxilie os frotistas a ampliarem carregamentos mensais, aumentando também o faturamento


Foto: Divulgação

O Tmov, marketplace brasileiro voltado para o agronegócio, anunciou o lançamento do Tmov Gestor de Frota, uma plataforma para gestão de fretes para os frotistas. De acordo com o Tmov, o serviço garante gestão completa, melhor fluxo de caixa e comunicação mais fácil com motoristas, além de reduzir a burocracia na emissão da ordem de carregamento. 

Antes de desenvolver o Gestor de Frota, o time do Tmov foi a campo conversar com os frotistas e entender quais são as principais dores. Após a pesquisa, foi identificada a demanda por melhores ofertas de frete de forma transparente e acessível, além da agilidade no processo para o carregamento, sem depender de terceiros. “A plataforma que desenhamos trata de forma direta desses dois pontos, com oferta online das cargas, auto cadastro e meio de pagamento integrado”, explica Charlie Conner, CEO do Tmov.

A expectativa é que, com o Tmov Gestor de Frota, os frotistas consigam ampliar carregamentos mensais, aumentando também o faturamento. Durante o período de testes, a solução gerou um aumento na frequência de frotistas, que agora podem selecionar o frete direto na plataforma e visualizar os carregamentos e cargas com informações disponíveis em tempo real. 

Sérgio Adriano Ramos, sócio proprietário da Rodoribeiro Transportes, trabalha com o transporte de açúcar e grãos, como soja, trigo e milho, no estado do Paraná. Sérgio foi um dos primeiros a utilizar a plataforma do Tmov voltada para frotistas e afirma que a principal vantagem é a praticidade. “Antes, nós gestores de frota tínhamos uma dificuldade grande em acessar diferentes aplicativos para fazer uma ordem de carregamento e a solicitação de carga. Agora, podemos fazer todo o processo diário em um único lugar e com apenas um acesso para administrar e gerenciar os nossos fretes”, diz.

Quem também já testou e aprovou o Tmov Gestor de Frota foi Alexandro Mattos, gestor da Central Transportes. “Essa solução foi de fundamental importância para o nosso trabalho. Antes, para gerar uma ordem de carregamento demorava muito, pois dependia que outros fizessem o cadastro e aprovação. Agora, nós mesmos conseguimos fazer o cadastro e em poucos minutos estamos com a ordem de carregamento para o motorista seguir viagem”, comenta Alexandro.

Segundo o CEO do Tmov, Charlie Conner, o Tmov Gestor de Frota chega para atender uma crescente demanda de mercado.

“O Centro-Oeste é uma das regiões brasileiras com maior concentração de frotistas, mas esperamos atingir e ajudar na operação de gestores de frotas de todos os estados. Depois do sucesso que tivemos ao digitalizar a jornada de caminhoneiros autônomos e pequenos frotistas, agora estamos investindo em um produto para atender frotistas médios e grandes, principalmente em estados como Mato Grosso e Bahia.” – Charlie Conner, CEO do Tmov.

O Gestor de Frota torna todo o processo menos burocrático e mais transparente, com a ajuda ainda dos mais de 1,5 mil postos de apoio que o Tmo possui nas principais estradas do Brasil.

“Com a plataforma, queremos impactar o dia a dia dos frotistas e ajudá-los na sua operação”, diz o diretor comercial do Tmov, Igor Figueiredo. “Com o Tmov, o frotista possui uma série de opções de carga à sua disposição, evitando deixar o caminhão parado, e o embarcador, por sua vez, possui frotistas confiáveis e que vão executar o transporte com excelência.”

Segundo Figueiredo, nenhuma plataforma até então atuava pensando no frotista. “Geralmente o mercado pensa no caminhoneiro e no embarcador, e oferece pagamento ou gestão da carga e de risco de maneira pulverizada, separadas e com várias necessidades de integração. O Tmov é a principal plataforma one stop shop do mercado de logística do agronegócio, ou seja, oferecemos todas as soluções em um só lugar para caminhoneiros, frotistas e embarcadores”, ressalta.

 

Veja também: