Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Grupo Ábaco investe R$ 56 milhões em portal logístico empresarial

 

Publicado em 29/11/2021

Com conceito e urbanização residencial, Tecnópolis tem mais de 660 mil m², infraestrutura completa de centro logístico-empresarial e estrutura de parque e lazer para as pessoas


Foto: Divulgação

Após mais de 18 anos de trabalho e pesquisas, foi lançado em Porto Alegre (RS) o empreendimento Tecnópolis, que tem à frente o grupo paranaense Ábaco Brasil. Ainda em processo de construção, o loteamento de terrenos empresariais com área total de 661.338 m², divididos em 304 lotes de 1,2 mil m², já está sendo comercializado.

Com investimento de R$ 56 milhões e previsão de criação de 200 empregos diretos e indiretos, o empreendimento servirá como um portal logístico empresarial que tornará a região Sul mais competitiva para a instalação e investimentos de novas empresas.

Ao criar o conceito do projeto, o foco é o novo urbanismo, que valoriza as milhares de pessoas que deverão circular pela região. Espaços e equipamentos de lazer, como praças e lagos, serão o grande destaque. No total, serão 9.389m² de área verde preservada e plantada com espécies nativas para a convivência de funcionários das empresas instaladas, mas também da comunidade da região que terá livre acesso a estrutura que conta ainda com quadra esportiva e ciclovia ao longo de todo o empreendimento.

De acordo com o comunicado, toda a estrutura de lazer instalada no canteiro central se tornará um grande parque linear para os cidadãos desfrutarem.

INFRAESTRUTURA EMPRESARIAL

A infraestrutura projetada para a região vai atender a todas as necessidades de produção, armazenagem, distribuição e prestação de serviços em geral, além de focar no bem-estar daqueles que trabalharão no local. Ruas pavimentadas e com redes de água e esgoto de dimensões adequadas para o fluxo de veículos maiores e coletivos, ciclovias e calçadas com acessibilidade, sistema de segurança em todo o perímetro do loteamento com câmeras de monitoramento em pontos estratégicos.

Com fácil acesso às principais rotas de transporte e escoamento de produção da capital dos gaúchos (Aeroporto Salgado Filho, Freeway, BR-116, BR-448, BR-101, BR-386 e RS-240), o projeto deve proporcionar ganhos não só para o Rio Grande do Sul, mas também para o Paraná e Santa Catarina, que deverão se beneficiar com investimento de novas empresas e busca por mão de obra qualificada.

“Nós esperamos que se instalem na região setores de logística, comércio e indústrias não poluentes. Com o aporte que as empresas farão, o investimento na região deve chegar a R$ 1 bilhão ao longo dos anos, sem dúvida é algo único para a economia da região Sul.” – Aldo Cairuga, diretor comercial do Grupo Ábaco.

 

Veja também: