Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Hidrovias do Brasil arrenda terminal de sólidos no Porto de Santos

 

Publicado em 30/01/2020

O terminal de sólidos no Porto de Santos vem para suprir as demandas dos clientes paulista da empresa

 

O contrato de arrendamento da área STS20, o terminal de sólidos no Porto de Santos, especialmente fertilizantes e sal, foi assinado ontem, dia 29, pela Hidrovias do Brasil.
O movimento faz parte da estratégia da empresa de suprir uma demanda de negócio importante para os clientes que utilizam este ativo para atender o mercado de São Paulo.

 

O terminal de sólidos no Porto de Santos

O leilão do terminal ocorreu em agosto do ano passado e rendeu R$ 112,5 milhões em outorgas ao governo por um contrato com duração de 25 anos.
Sua relevância para o abastecimento de fertilizantes e sal no mercado de São Paulo é grande e a partir de 2022 a capacidade operacional do terminal será de até 2,6 milhões de toneladas ao ano.
O Porto de Santos é o maior complexo portuário da América Latina, e responsável pela movimentação de quase um terço das trocas comerciais brasileiras. Contudo, em 2018 rendeu prejuízo de R$ 450 milhões, mas conseguiu reverter os números e apresentou em 2019 um lucro de R$150 milhões.

 

A Hidrovias do Brasil no Porto de Santos

A empresa, que já tem atividade logística de transporte de grãos e fertilizantes no Norte do Brasil e hidroviário nos Rios Uruguai, Paraguai e Paraná, vai operar uma área de mais de 29 mil metros quadrados e três armazéns, destinada à movimentação de fertilizantes e sal.
Segundo dados do Ministério, a capacidade de armazenagem anual do terminal é de 1 milhão de toneladas para sal e de 2,6 milhões de toneladas para fertilizantes.

 

Veja também: