Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Huawei, ABDI e Abralog lançam estudo de caso de armazém inteligente conectado ao 5G em SP

 

Publicado em 07/12/2021

Parceria resultou em White Paper sobre Logística 4.0 e os benefícios para o setor com a aplicação da tecnologia 5G, que em breve estará à disposição dos brasileiros


Foto: Divulgação

A Huawei, multinacional de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), promove, está lançando nesta terça-feira (7) o “White Paper: Estudo de caso do armazém inteligente da Huawei no Brasil conectado ao 5G”. O evento, que ocorrerá hoje a partir das 14h no próprio centro de distribuição da empresa em Sorocaba (SP), tem o objetivo de apresentar como o 5G funciona na prática e quais são os ganhos que a nova tecnologia pode gerar para o setor de logística.

O projeto foi elaborado em parceria com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e a Associação Brasileira de Logística (Abralog).

De acordo com o diretor de Supply Chain da Huawei no Brasil, Mr. Maxingwu, o documento apresentado reúne todos os detalhes das tecnologias implementadas no armazém inteligente e os benefícios obtidos em cada uma delas – indicando, inclusive, em quais casos é mais indicado utilizar um robô, armazenamento em nuvem e Inteligência Artificial. O estudo contempla também como será o ecossistema organizacional 5G.

“O White Paper é um ótimo exemplo de esforço conjunto para a criação de um ecossistema 5G e de como a Huawei busca cada vez mais cooperar com parceiros locais para o desenvolvimento de tecnologias e novas práticas, que podem tornar o Brasil um case global de transformação digital” – Mr. Maxingwu, diretor de Supply Chain da Huawei no Brasil.

Já o presidente da ABDI, Igor Calvet, afirma que o White Paper oferece informações importantes de práticas de uso do 5G pela área de logística, sustentadas em dados requeridos pela Indústria 4.0.

“[O White Paper] funciona como um guia, que pode ser utilizado como referência por todas as empresas do setor. Com esse estudo feito em parceria com a Huwaei e a Abralog, a ABDI cumpre sua missão de fomentar a transformação e o desenvolvimento do setor.” – Igor Calvet, presidente da ABDI.

Pedro Moreira, presidente da Abralog, ressalta que a iniciativa tripartite de se organizar o White Paper mostra senso de colaboração e de competências, essenciais na formulação do material.

“Trata-se de uma visão estruturada sobre logística 4.0, mais especificamente do Armazém 4.0 e os enormes benefícios advindos da aplicação do 5G. Essa tecnologia tende a imprimir maior velocidade nas operações, acuracidade e redução de custos, além de ser um indutor fantástico para evolução da gestão da cadeia de suprimento e logística.” – Pedro Moreira, presidente da Abralog.

LOGÍSTICA 4.0

A Logística 4.0 incorpora conexões inteligentes para atender, de maneira otimizada, os requisitos de velocidade, ganho de eficiência, redução de custos e disposição de informações para tomada de decisões apoiadas em dados exigidos pela Indústria 4.0. A experiência no armazém inteligente da Huwaei mostra, na prática, os benefícios do uso da tecnologia 5G na Logística 4.0.

Com a implementação de tecnologias como a inteligência artificial, armazenamento em nuvem, radiofrequência, veículos autônomos autoguiados, dispositivos inteligentes e equipamentos automatizados, todos conectados e impulsionados pela conexão 5G, os principais resultados observados foram a melhoria de 25% na eficiência operacional geral, a redução de 30% no ciclo de produção, a melhoria de 20% no giro de estoque e a eliminação total dos erros operacionais e do uso de papel.

Outros resultados observados no estudo de caso foram maior controle do armazém e do estoque, monitoramento amplo dos veículos e minimização de problemas com a observação contínua dos veículos que identificaram falhas mecânicas antes que acontecessem e ampliação das conexões sem fio.

ARMAZÉM INTELIGENTE

Em agosto de 2020, o armazém da Huawei de 22 mil m² recebeu a cobertura de uma rede 5G privada, obtida após autorização da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). A tecnologia móvel de quinta geração é a única que suporta conexão entre máquinas. São 12 antenas, capazes de conectar até 300 dispositivos inteligentes, como veículos autônomos auto-guiados, empilhadeiras autônomas, câmeras com inteligência artificial e dispositivos de radio frequência. Desde então, tarefas como transporte de matéria-prima e equipamentos passaram a ser executados por robôs autônomos, o que ocasionou um ganho de 25% na eficiência da operação, e uma diminuição do ciclo de produção de 17 para 7 horas.

A ideia de receber os convidados no armazém inteligente da Huawei é poder apresentar esses exemplos reais, de como o uso da tecnologia 5G pode revolucionar a comunicação na cadeia, com ganhos em velocidade e performance que garantam maior segurança e eficiência nas operações. Uma das principais características da nova tecnologia é a baixa latência, que otimiza o tempo entre o upload e o download de um dado, por exemplo, gerando respostas praticamente imediatas.

 

Artigo(s) publicado(s) na revista e relacionado(s)


 

Inovação e transformação digital: realidade e tendências
Mudanças “compulsórias”, na forma de vender e entregar, levaram a uma realidade onde o comércio on-line ganhou muita representatividade, e o fluxo de pequenas entregas fracionadas, diretamente ao consumidor, impactou fortemente as discussões sobre alternativas para o transporte dessa última milha

 

 

Veja também: