Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

JSL marca presença no ILOS 2015 com case de soluções tecnológicas para a gestão de entregas de produtos congelados

 

Publicado em 06/10/2015

Durante palestra, no primeiro dia do evento, executivos da empresa apresentaram o aplicativo criado para o controle de entregas de produtos da Kibon, gerando ao cliente Unilever ganho de produtividade e escala

Calor de 40 graus de um lado, carregamento de sorvetes do outro. Para transportar um produto tão específico, em uma cidade que parece em eterno verão, como o Rio de Janeiro, é preciso agilidade e assertividade. A JSL usou a tecnologia para oferecer a um de seus clientes mais antigos ganho de produtividade e de escala. Esse case de sucesso foi apresentado durante o XXI Fórum Internacional Supply Chain & Expo Logística (ILOS 2015), que ocorreu no Hotel Royal Tulip São Conrado, no Rio de Janeiro, entre 22 e 24 de setembro.

Com o tema “Soluções tecnológicas para gestão de entregas de produtos congelados”, a palestra, que reuniu um dos maiores públicos no primeiro dia do evento, foi comandada pelo gerente Comercial da JSL, Paulo Tirapelli, e o gestor de Meios de Pagamento da empresa, Diorwilton Heusser, com a participação do coordenador de Distribuição da Divisão Kibon da Unilever Brasil, Leandro Amaral, que destacaram que a história entre a JSL e a Unilever tem mais de 40 anos.

“Apesar da crise, o segmento ice continua crescendo no Brasil. Há espaço e oportunidades. Por outro lado, estamos lidando com o aumento no custo de mão de obra, de combustível e inflação, tudo aliado à restrição, cada vez maior, dos grandes centros para distribuição”, destacou Tirapelli, ressaltando, também, como as próprias características do produto congelado requerem manuseio diferenciado e controle rígido da temperatura, desafio que não existe no transporte de outras cargas.

Foi, então, que a JSL desenvolveu um aplicativo, que permite a gestão e o acompanhamento das entregas, em tempo real, otimizando o serviço e evitando perdas de produtos e mesmo de documentos. O carreteiro responsável pela distribuição da Kibon começa o dia roteirizando, no aplicativo instalado no smartphone, os locais de entrega, com ruas e atalhos para fugir do trânsito da metrópole carioca. Percurso exato traçado, ele segue para os pontos de entrega, onde confirma, via app, o momento em que deixa a mercadoria no estabelecimento. Também registra com a câmera do smartphone uma imagem da nota fiscal, que encaminha para uma central. O caminhoneiro indica, ainda, o nome de quem recebeu a carga.

O cliente acompanha online toda a movimentação, por um sistema que mostra os percursos, dados dos motoristas, locais e horários de entrega. Já o carreteiro acompanha, via aplicativo, o pagamento recebido pelo transporte da carga no JSL Cartão, cartão de débito disponibilizado pela empresa, assim que confirma a conclusão do serviço, de imediato, sem burocracias ou trâmites complexos.

“Até 2011, a forma de pagamento para o carreteiro era a carta-frete, documento que ele recebia da transportadora, ao pegar o serviço, e deveria trocar no final da viagem, em um posto autorizado”, explicou Dior. Foi quando a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) definiu que a nova regra para o pagamento do carreteiro seria via cartão ou depósito bancário.

“Entendemos que foi um motor propulsor para as inovações tecnológicas em logística. Pensando nisso, criamos o Aplicativo JSL, já com a funcionalidade que permite ao carreteiro conferir seu saldo em tempo real, logo após confirmar a entrega da mercadoria”, afirmou Dior. Com a agilidade nas entregas, graças ao auxílio do smartphone, o carreteiro se sente estimulado a bater metas, o que resulta em uma bonificação recebida pelo cartão.

Tirapelli acrescentou que o uso do aplicativo tem, também, um apelo sustentável, uma vez que toda documentação da operação é enviada por um sistema, minimizando a impressão de papel.

Amaral finalizou a palestra ressaltando que, como cliente, a Kibon/Unilever “não poderia estar mais satisfeita com os resultados do aplicativo, que ajuda na comunicação interna, nos processos e está conectado à estratégia de negócios do grupo”. O aplicativo JSL pode ser baixado gratuitamente no Google Play.

Prêmio
A JSL ficou em segundo lugar entre as dez empresas reconhecidas pelo 15º Prêmio ILOS, anunciado em 23 de setembro, segundo dia do evento. A premiação indica os prestadores de serviços logísticos que mais se destacaram em 2015. Os ganhadores foram escolhidos pelo voto de 300 profissionais de logística e Supply Chain das maiores indústrias do País.

 

 

Veja também: