ÁREA DO ASSINANTE
Inscreva-se em nossa newsletter e fique bem informado!
Transfolha - Dia das Crianças

Intelbras
 

 

Categorias

 

Logist

 

MLOG - Manter atualizado

 



Logística 4.0: progredindo com as evoluções tecnológicas

Publicado em 05/09/2019

Centros logísticos mais avançados possuem soluções integradas para movimentação e armazenagem de materiais baseados no conceito de Intralogística 4.0

 

Com a Quarta Revolução Industrial — conhecida como Indústria 4.0 — surge também a reestruturação dos processos e atividades logísticas, que acompanham as mudanças requeridas pela transformação digital nos moldes de diferentes mercados. Essa mudança na forma de trabalho de diversificados segmentos trouxe juntamente a chamada Logística 4.0, que proporciona uma cadeia com mais planejamento de serviço e funcionalidade, melhor nivelamento de estoques, diagnósticos preventivos de manutenção de frota e custos menores ao longo dos processos.

Dentro desta filosofia, entre os propósitos almejados pelas corporações, estão: zero estoque, informações disponíveis em tempo real e de fácil acesso, visão integrada da cadeia de suprimentos, tempo de espera reduzido e centros de distribuição inteligentes. Nisto, o cenário objetivado são dados que se cruzam com maior exatidão e assertividade onde o CD logístico das companhias age em sintonia tecnológica, onde a troca e a obtenção de informações são realizadas de forma prática, clara e acessível. Os sistemas possuem comunicação integrada, com acesso inteligente e gestão dinâmica, feita de forma on-line e em tempo real, em perfeita harmonia com a funcionalidade de equipamentos tecnológicos de última geração destinados à movimentação, armazenamento e distribuição.

Para Murilo Marin, gestor comercial das marcas Linde e STILL, o desafio das empresas é se atualizar, e estar mais próximas dos clientes com estruturas práticas e funcionais. Para tanto, é necessário um planejamento e estruturação que leve à implantação da Logística 4.0: "A evolução tecnológica dá as perfeitas condições de que as empresas precisam para se organizar, medir e controlar seus processos. Num pensamento sistêmico de uma organização, devem ser levados em consideração os investimentos em TI, sistemas de vendas, equipamentos tecnológicos, entre outros. O rastreamento dos processos, da produção, do comportamento do maquinário e da performance dos departamentos pode ser confiável com o auxílio de inovações que facilitem e deem mais assertividade à tomada de decisão, por meio de uma leitura detalhada de suas necessidades".

Com ênfase nesta visão, o Grupo KION, que trabalha com as marcas Linde, STILL, Dematic, e possui como parceira a Águia Sistemas, dissemina o conceito de Intralogística 4.0: "Tornamos acessíveis as inovações tecnológicas integradas para movimentação e armazenagem de materiais de diferentes centros logísticos, indústrias e comércios. Entre as soluções proporcionadas, está o transporte, separação e distribuição de pedidos fracionados e gestão com WCS, acompanhadas de empilhadeiras com tecnologia de ponta e soluções para gestão inteligente de frotas com o FleetManager (da STILL) e o Connect (da Linde), que medem o desempenho e geram mais segurança nas operações", relata o gestor.

Segundo Marin, a sinergia dessas tecnologias oferece condição para que o Grupo KION preste consultoria ao cliente desde o projeto inicial, ainda na planta, com iniciativas envolvendo soluções criativas que aumentem a capacidade de armazenagem, velocidade e ganho em produtividade com total segurança. "Para implantar soluções nas companhias, é necessário antes uma visita técnica para conhecer quais são os planos de aperfeiçoamento, objetivos e as tecnologias que a empresa já possui e, desta forma — na maioria dos casos —, dar continuidade aos investimentos já realizados, sem a necessidade de reinvestimento".

Para ele, as empresas que estão se aperfeiçoando dentro desta evolução tecnológica precisam buscar parceiros que tenham know-how no trabalho de coleta de dados e ofereçam soluções conectadas e alinhadas ao propósito almejado pela companhia: "Quando as soluções estão integradas em todas as partes do projeto (estrutura, tecnologia e máquinas), há otimização de recursos, evitando erros que remetam a retrabalhos e outros investimentos em curto espaço de tempo. Ou seja, é possível apresentar num projeto qual será a redução e em quanto tempo o investimento da corporação será pago".

 

Faça como milhares de profissionais! Acesse a plataforma para
profissionais de logística e supply chain. Clique aqui e saiba mais!

 

Veja também: