Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Marbor cresce 50% com locação de caminhões e empilhadeiras

 

Publicado em 04/01/2021

A possibilidade de o cliente vender sua frota e continuar usando os veículos, agora alugados, foi o serviço com maior demanda

 

O segmento de transporte e movimentação de cargas foi o principal responsável pelo crescimento de 50% no faturamento da Marbor Frotas Corporativas em 2020. Mesmo com a crise gerada pela pandemia de Coronavírus, a empresa conseguiu elevar sua receita com novos produtos e serviços, especialmente voltados a atividades logísticas, que não pararam durante o isolamento social.

 

“Fomos desafiados a nos reinventar em vários aspectos e de forma muito rápida. Agora vemos tudo isso como algo muito positivo para nossa empresa.” - Renato Vaz, diretor da locadora.

 

Para ele, o principal desafio para o mercado de locação em 2020 foi desenvolver novas soluções aos seus clientes.

 

“Serviços que não faziam parte do portfolio vieram para ficar. Hoje estamos mais próximos dos clientes e com maior capacidade de atender suas demandas. Foi uma grande mudança para o setor.”



Ele explica que a diversificação dos segmentos de atuação foi fundamental para o crescimento da Marbor neste ano de pandemia. Apesar de também sentir o impacto pela crise do Coronavírus, a Marbor teve um desempenho positivo em 2020.

 

“Somos uma das poucas locadoras que atendem o mercado com os três ativos principais: automóveis, caminhões e empilhadeiras. E neste ano os setores que melhor performaram foram os caminhões e as empilhadeiras. Deveremos atingir 50% de crescimento frente a 2019. Mesmo ficando abaixo do planejado, estamos felizes com este resultado, que foi construído com muito esforço e criatividade de toda a equipe”.


Um dos novos serviços lançados pela locadora em 2020 foi o Plano Marbor Liquidez (PML), em que a empresa compra os veículos dos seus clientes e estes podem continuar utilizando os mesmos ativos, pagando um aluguel.

 

“O PML foi criado para ajudar as empresas a enfrentar a maior necessidade de caixa por causa da pandemia. O cliente recebe à vista sem que sua operação precise parar por troca de equipamentos. Houve muita procura por essa solução.”

 

Segundo ele, o crescimento financeiro da Marbor também é consequência da forma com que a empresa lidou com as restrições impostas pela pandemia.

Para 2021, a Marbor avalia que o mercado de locação continuará aquecido.  Por isso, Vaz acredita que a Marbor deve alcançar um crescimento ainda maior no próximo ano, principalmente nas atividades ligadas ao transporte e movimentação de cargas.

 

Veja também: