Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Mercado Livre se associa a Kangu e fortalece sua logística de última milha

 

Publicado em 02/09/2020


A sociedade com a startup, que foca na rede de pontos de retirada, traz ao Mercado Livre um avança na malha logística de última milha


O Mercado Livre, empresa líder em tecnologia para e-commerce e serviços financeiros da América Latina, anuncia sua entrada como sócio estratégico da empresa de logística Kangu. A startup, que já tinha o Mercado Livre como parceiro e cliente desde 2019, passa a agora a contar com uma atuação mais próxima e intensiva em termos de volume de entregas originadas pelo e-commerce.


A Kangu atua como elo de ligação entre pequenos comerciantes e consumidores que vivem na mesma região, reduzindo distâncias, trazendo mais agilidade às entregas e comodidade aos usuários. A empresa seleciona e habilita lojistas de bairro, que tenham interesse em se tornar pontos de coleta e de entrega da rede de parceiros. Estes pontos passam a atuar como opção alternativa para vendedores do Mercado Livre que queiram deixar ali seus produtos para coleta, seja para empresas de transporte que encaminharão os itens para o destino final, seja para os compradores que precisem de um local para receber os produtos fora de casa. Os parceiros recebem um valor por pacote "hospedado" e ainda geram tráfego adicional de pessoas para seu pequeno negócio.
Em contrapartida, o Mercado Livre orienta a Kangu sobre a quantidade e localização ideal desses pontos, direcionando volumes significativos de pacotes para cada local e impulsionando a geração de receita para o negócio da Kangu e de seus parceiros.

Atualmente, já existem mais de 1,2 mil pontos parceiros nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul.
A parceria societária ocorre em um momento de forte expansão da rede de logística gerenciada pelo Mercado Livre, que hoje já representa 51,6% de todo o volume transacionado pela companhia. A título de comparação, a rede do Mercado Livre, chamada MELI Net, correspondia por 10% do volume transacionado em 2017 - quando o Mercado Livre conquistou a liderança do e-commerce no Brasil - e 23% no segundo trimestre de 2019.

"Temos muito orgulho de nos tornarmos sócios da Kangu. Este passo consolida a parceria que já vínhamos construindo juntos, gerando ganhos significativos de negócios para a empresa e colaborando para que o Mercado Livre possa expandir ainda mais rápido sua malha logística na América Latina e atender seu crescente número de compradores e vendedores que usam a plataforma." - Renato Pereira, diretor de Desenvolvimento Corporativo do Mercado Livre.

Para Marcelo Guarnieri, CEO da Kangu, a parceria poderá levar a empresa para um novo patamar de crescimento.

"O Mercado Livre nos apoiou desde o início para que a Kangu crescesse seu negócio. A oficialização de tê-lo como nosso sócio é uma evolução natural desta parceria e do bom entrosamento entre as empresas".

Já para Ricardo Araújo, Co-CEO da Kangu,
a parceria é um complemento perfeito ao aporte que a companhia tinha anunciado no início do ano com NXTP.

"A Kangu, que já estava capitalizada, agora passa a ter um sócio que atrai um volume onde o crescimento pode ser bem mais acelerado e assertivo."

 

Veja também: