Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Modelo Ship From Store veio para ficar, diz CEO da Flash Courier

 

Publicado em 24/06/2020

O envio de produtos sem o uso de centros de distribuição, modelo Ship From Store, agiliza operações do varejo e aprimora o omnichannel

 

Em um mundo cada vez mais exigente, que preza pela velocidade e eficiência, o mercado varejista precisa ter a capacidade de suprir demandas e atender os clientes de forma qualificada e rápida, o tempo de espera para a entrega de um produto é um dos grandes diferenciais no mundo do varejo on-line.

De acordo com E-commerce Trends 2018 – Rock Content, 97,3% do público que compra on-line afirma que já abandonou o carrinho de compras, sendo que 82,3% desistiram pelo alto custo do frete, 48,8% por repensar a necessidade de compra e 40,7% pelo longo prazo de entrega.
Atualmente, muitas organizações ainda sofrem com o controle de estoque, falta de integração de sistemas e mudança do público, do físico para o on-line.
Entretanto, já há algum tempo, um modelo de envio chamado Ship From Store vem ganhando espaço no mercado. A metodologia consiste no envio de produtos sem o uso de Centros de Distribuição (CD), então, ao invés do estoque ficar concentrado apenas em um único local, as mercadorias ficam distribuídas em lojas físicas específicas.

As ferramentas de gerenciamento de e-commerce como Vtex têm evoluído rapidamente. Segundo a Flash Courier se identificou uma crescente demanda vinda, principalmente, de empresas que começaram a se digitalizar durante a pandemia. A Ship From Store traz automaticamente a economia e velocidade para o varejo, além disso, aumenta o giro de estoque, otimiza vendas on-line, facilita a entrega e cria uma solução omnichannel para a empresa.

Além dos benefícios citados acima, a empresa informa que implantou uma ferramenta capaz de trazer o completo balanceamento entre o uso de entregadores fixos (CLT) e a flexibilidade de chamar um entregador autônomo (crowd shipping). Isso faz com que a loja possa dirigir o seu padrão de qualidade e treinamento dos entregadores sem ter que arcar com o "engessamento" de uma força de trabalho fixa. A Flash Courier já teria três dos seus clientes implantando a solução e com planejamento agressivo de abrir mais de 500 pontos de origem nos próximos 30-60 dias.

Ainda de acordo com a empresa, investir em tecnologia e nos processos de Ship From Store auxiliará na estrutura de vendas omnichannel, impulsionando o avanço dos varejistas que buscam um processo de venda escalável.

 

“Essa deve ser uma tendência muito grande, ainda mais após a obrigação da digitalização trazida pelo Coronavírus, mas a Ship From Store deve continuar dividindo espaço com o modelo tradicional. As lojas locais dos varejistas possuem um estoque pequeno e uma menor variedade de produtos disponíveis, um centro de distribuição sempre será específico e importante, ou seja, o SFS é um modelo que veio para ficar, mas que sempre irá complementar o tradicional, sendo essencial para a implantação do ominichanel.” -  Guilherme Juliani, CEO da Flash Courier.
 

 

Veja também: