Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Pitney Bowes integra seu sistema de cubagem ao dos Correios

 

Publicado em 08/12/2020

Projeto de integração da linha OneShip tem como objetivo garantir mais agilidade às postagens, reduzir erros operacionais e minimizar custos para as agências franqueadas


A Pitney Bowes Brasil, empresa de tecnologia especializada em logística de encomendas e gestão postal, acaba de finalizar a integração da sua linha de soluções de cubagem OneShip com o sistema de Postagem Sara, utilizado pelos Correios.
O projeto tem como objetivo garantir maior agilidade às postagens, integrando os dados desde o ambiente de pré-postagem na web até o Sara, reduzindo erros operacionais aumentando a velocidade em todas as etapas do processo e gerando economia para as agências franqueadas.


Segundo Tatiana Campos, head de Tecnologia, Produtos e Serviços da Pitney Bowes Brasil, o Sara é a ferramenta responsável por realizar a postagem de todas as encomendas enviada pelos Correios.

 

"Quando uma encomenda é postada, ela percorre diversos ambientes até chegar ao seu destino. Esse controle é realizado pelo Sara."

 

Tamanha responsabilidade do software, até então, dependia muitas vezes de dados manuais inseridos no sistema - o que poderia acarretar erros e demoras no atendimento.

 

"Existia a possibilidade de utilização de sistemas que recebiam dados de cubagem, porém a integração não era direta. Por isso, os franqueados precisavam adquirir licenças de sistemas intermediários que fizessem a integração e isso custava muito mais caro."


O projeto que integrou a linha OneShip da Pitney Bowes ao ambiente de pré-postagem e ao Sara levou dois anos para ser finalizado, uma vez que precisaram ser consideradas diversas limitações entre a tecnologia das máquinas e a dos sistemas dos Correios. Agora, a máquina de cubagem da Pitney funcionará com a facilidade de uma impressora ou um hardware comum, conectado ao computador da agência, na qual os dados de medição e peso das encomendas são captados automaticamente de maneira rápida e armazenados sem nenhuma atuação humana.


Na opinião de Campos, as agências franqueadas serão as mais beneficiadas pela integração, já que conseguirão eliminar o risco de uma taxa chamada Proter - referente à proteção contra erros de cubagem.

 

"Se alguém mede as encomendas equivocadamente e ela for maior do que a medida informada, o franqueado paga uma taxa. Com o trabalho automatizado, as chances de erros são praticamente nulas".


Para os Correios, os benefícios em termos de visibilidade são inúmeros. Com a popularização dos e-commerces e o surgimento de startups que realizam entregas em poucas horas, a empresa perdeu a preferência pela distribuição. Entretanto, os Correios são a única organização no Brasil capaz de realizar entregas em todo território nacional, abrangendo áreas extremamente remotas e de difícil acesso.

"Temos uma parceria de 20 anos com os Correios em função das máquinas de franquear cartas, alguns franqueados já adquiriram as máquinas OneShip mesmo antes da integração nativa, acreditamos que a tecnologia e a modernização podem melhorar sua percepção de valor diante do mercado."

 

 

Veja também: