Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Receita líquida da Tegma cresce 24,7% no primeiro trimestre

 

Publicado em 17/05/2011

A Tegma Gestão Logística, uma das principais empresas do país em seu setor, obteve uma receita líquida de R$ 307,9 milhões, com crescimento de 24,7% na comparação com 2010. O bom resultado também foi registrado na receita bruta do segmento de bens de consumo, que teve aumento de 170,1% em relação ao ano passado, um total de R$ 36,4 milhões. O resultado positivo deve-se à obtenção de novos contratos, à ampliação da área de armazenagem e à aquisição da Direct Express, empresa especializada em distribuição B2C e B2B e um dos principais provedores logísticos para operações de e-commerce. 

"Os resultados do primeiro trimestre já espelham os trabalhos desenvolvidos para a diversificação de negócios. Estamos investindo em outros segmentos para cada vez oferecer serviços logísticos mais completos, desde a armazenagem até a distribuição", diz o diretor presidente da Tegma, Gennaro Oddone. 

Logística automotiva - No setor automotivo, que inclui o transporte de veículos e de peças e demais serviços para a indústria automobilística, a receita bruta foi de R$ 316,3 milhões no primeiro trimestre - aumento de 22,2% no comparativo com 2010. 

Foram transportados 299.642 veículos, crescimento de 10,2% em relação aos três primeiros meses do ano passado. Na logística de peças, a receita bruta teve um aumento de 43,7%, reflexo de novas operações e da grande demanda de produção de veículos leves, caminhões e máquinas agrícolas. 

Consolidado - A Tegma obteve uma receita bruta consolidada - considerando todas as divisões da companhia - de R$ 384,5 milhões no primeiro trimestre, resultado que assegurou um crescimento de 25,3% em relação ao mesmo período do ano passado. 

No período de janeiro a março, a Tegma investiu R$ 10,6 milhões em aquisição de equipamentos e obras em pátios. O Ebitda totalizou R$ 43,7 milhões, aumento de 24,9%. 

Pagamento de dividendos - Em abril, a companhia pagou R$ 30 milhões em dividendos, o que corresponde a cerca de R$ 0,45 por ação. 

Índices - A Tegma entrou em maio em três índices da BM&FBovespa: o Small Cap (SMLL), o Índice de Dividendos (IDIV) e o Índice Brasil Amplo (IBrA). Os índices colocam as ações da Tegma (TGMA3) entre aquelas com maior liquidez e que pagam mais dividendos nos 24 meses anteriores à seleção da carteira. 

 

Veja também: