Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Roberto Rodrigues assume gerência de operações da Maersk em 4 países

 

Publicado em 06/02/2020

O executivo se torna o primeiro Diretor Geral brasileiro da Maersk para a Costa Leste da América do Sul


Com 24 anos de experiência, Roberto Rodrigues voltou a São Paulo para gerenciar as operações da Maersk no Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai, fornecendo aos clientes serviços de logística terrestre e marítima de ponta a ponta. Antes de retornar ao Brasil, Rodrigues estava no Panamá, onde liderou as operações da Maersk no Caribe.

 

Prioridades da Maersk para 2020

Para este ano, Rodrigues está focado na construção do negócio de serviços intermodais da Maersk na Costa Leste da América do Sul – uma das mais importantes rotas de carga refrigerada do mundo, conectando produtores de commodities a mais de 130 mercados. Mas essa é apenas uma parte do negócio. A Maersk atende a mais de 20 setores diferentes no Brasil, incluindo os segmentos de automóveis, produtos químicos, varejo, algodão, proteínas, madeira e bens de grande consumo, por exemplo.


“Os clientes querem, acima de tudo, serviços simples e integrados de logística de contêineres, desejam previsibilidade e facilidade de mover mercadorias do e para o Brasil”, diz o diretor geral. “Na era digital, a reserve online a um preço fixo é extremamente importante. Os clientes desejam garantias de preços e confiabilidade. Nós estamos fazendo tudo isso e muito mais.”


O serviço de logística de contêineres da Maersk oferece aos clientes a gestão da cadeia de suprimentos, transporte intermodal (ferroviário), despachante aduaneiro, seguros, depósito, armazenagem e distribuição, logística em cadeia de frio, tradeLens, logística de comércio eletrônico, maersk spot e trade finance.


Currículo
Antes de ir para o Panamá em 2016, Rodrigues foi ex-diretor geral do Mercosul Line, serviço de transporte de cabotagem que foi vendido à CMA CGM em 2017, para pavimentar o caminho para a aquisição da Hamburg Süd pela Maersk. No Mercosul Line, Rodrigues liderou mais de 200 milhões de reais em investimentos em navios e equipamentos.

 

 

Veja também: