Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Samsung começa a fazer entregas com drones

 

Publicado em 25/03/2021


Fabricante de eletroeletrônicos oferece, pela primeira vez, entregas com drones. Por enquanto, a novidade só vale na Irlanda

 

A Samsung anunciou que começará a fazer entregas com drones.
Inicialmente, apenas os compradores da linha mais recente de aparelhos Galaxy – incluindo o S21 Ultra, o Galaxy Buds Pro, o Galaxy Tab S7, o Galaxy Assista 3 e o Galaxy A Series – terão essa experiência.
A entrega vinda dos ares também estará restrita apenas a Irlanda, ou seja, por enquanto nada de entregas com drone no Brasil.

 

Primeiras entregas com drones

Esta é a primeira vez que a Samsung oferece esse serviço em todo o mundo, como forma de garantir uma entrega sem contato e mais segura, considerando o contexto atual de pandemia.
Os drones voam a uma velocidade máxima de 60 km/h e com uma altitude de até 80 metros, realizando entregas em até três minutos, saindo do centro de distribuição da própria fabricante.

Eamonn Grant, chefe da divisão on-line da Samsung na Irlanda, comentou que a empresa está entusiasmada com a nova parceria. Segundo ele, a companhia sul-coreana sempre busca maneiras de trazer inovações significativas para os clientes. Neste caso, a Samsung será a primeira empresa de tecnologia da Irlanda que disponibilizará entrega por drones.

 

“Ser capaz de entregar nossos produtos aos nossos clientes dentro de três minutos após deixar o centro de despacho é um exemplo brilhante de inovação em movimento. A experiência superior do cliente está no centro do que fazemos e, com esse novo serviço, estamos adotando o que acreditamos ser o futuro do varejo.”

 

Vale ressaltar que a Samsung firmou uma parceria com a empresa irlandesa Manna Drone Delivery para realizar as operações.
Além desta parceria, a Manna também tem obtido sucesso ao trabalhar com negócios locais para entregar produtos de mercados e farmácias da região. O uso de drones não é algo novo para realizar entregas, mas poucas empresas estavam investindo nisso de forma significante nos últimos anos. Agora, porém, a pandemia fez com que fosse necessário minimizar ao máximo o contato entre pessoas, e por isso, a escolha da Samsung de substituir momentaneamente os entregadores por drones se justifica.

 

 

Artigo(s) publicado(s) na revista e relacionado(s)


 

Drones: entregadores do futuro
Os impactos positivos na mobilidade urbana de grandes centros

 

 

Veja também: