Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Segmento de galpões volta os olhares para a energia solar

 

Publicado em 15/07/2021

De acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar (Absolar), o Brasil entrou para a lista dos dez países que mais instalaram sistemas de energia solar em 2020


Foto: Divulgação

A sustentabilidade é uma pauta que tem ganhado espaço em companhias de todos os segmentos. Isso envolve, inclusive, questões de valorização de marca: segundo uma pesquisa da agência estadunidense Union+Webster, 87% da população brasileira prefere comprar produtos e serviços de empresas sustentáveis. Diante desse cenário, a Tópico, empresa brasileira de locação de galpões lonados, desenvolveu um sistema pioneiro de fornecimento de energia limpa para armazéns por meio de placas solares.

Por meio do “Tópico Solar”, a Tópico possibilita, também, a instalação dessas placas em galpões localizados em regiões remotas, onde a rede elétrica não chega e a armazenagem ficava impossibilitada. 

“A partir de um sistema de captação solar, com capacidade de transferência para uma central, armazenamos a energia gerada em baterias e depois distribuímos para consumo do galpão com luminárias de LED ou vapor, climatizadores e outras necessidades do tipo de armazenagem”, explica o CEO da Tópico, Arthur Lavieri.

O “Tópico Solar” pode ser montado em galpões novos ou já existentes na modalidade de aluguel. Outro fator que chama a atenção é a vida útil das baterias: entre cinco e 10 anos, sendo que as placas de captação dos raios solares chegam a durar 20 anos.

DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

A energia solar é um dos principais motores da transformação ecológica das empresas. Por isso, oferecer ao mercado uma solução focada em eficiência energética foi uma das iniciativas da Tópico para estar cada vez mais alinhada com os “Objetivos de Desenvolvimento Sustentável” da ONU, uma vez que gera energia limpa e acessível, consumo e produção responsável e ação contra a mudança global do clima.

“Trata-se do maior projeto ambiental no segmento de infraestrutura flexível do mercado, uma solução desenvolvida para proporcionar mais economia e sustentabilidade para o setor de armazenagem. Mesmo quando expandimos a oferta de serviços e equipamentos, o crescimento da preservação do meio natural está no centro da nossa estratégia.” – Arthur Lavieri, CEO da Tópico.

ENERGIA SOLAR NO BRASIL

Segundo dados da Associação Brasileira de Energia Solar (Absolar), o Brasil entrou para a lista dos dez países que mais instalaram sistemas de energia solar em 2020, ocupando o 9º lugar no ranking. Entretanto, isso representa, ainda, menos de 2% de participação no uso de fontes renováveis.

De acordo com a associação, o Brasil instalou mais de 3 mil megawatts de fonte solar fotovoltaica – desses, cerca de 80% são para sistemas menores, atendendo às demandas residenciais ou de empresas. Ao todo, o setor gerou para o país R$ 15,9 bilhões em novos investimentos e quase 100 mil empregos.

A procura de companhias brasileiras por energia elétrica oriunda de fontes renováveis só cresce, fato comprovado com o aumento das transações de certificados de energia renovável, os RECs, por cerca de 200 usinas de biomassa, eólica, hidrelétricas e solares do país. Entre os meses de janeiro e abril, cerca de 4 milhões de RECs foram transacionados, volume igual ao comercializado em todo ano de 2020. A expectativa é que 10 milhões de certificados sejam emitidos em 2021, 300% mais em relação a 2019 e 150% no comparativo com 2020.

 

Artigo(s) publicado(s) na revista e relacionado(s)


 

Condomínios logísticos Quando utilizá-los é uma boa escolha?
Nos últimos anos, diversas empresas mudaram as operações de galpões isolados para condomínios logísticos e comprovaram inúmeros benefícios estratégicos e competitivos que essas mudanças trouxeram para os seus clientes. Saiba o porquê de os condomínios logísticos serem bem-vistos no mercado, quando utilizá-los é uma boa escolha e o que uma empresa deve avaliar, ao analisar os centros de distribuição dentro desse tipo de produto imobiliário.

 

 

Veja também: