Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Soluções da BLS Tech atendem normas da RDC 430, diz CEO da empresa

 

Publicado em 13/04/2021

Integração na cadeia fria garante zero excursão térmica, maior eficiência da operação logística e sustentabilidade, além de atender a RDC 430

 

As novas resoluções da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a chamada RDC n° 430/2020, que se aplica à logística de produtos farmacêuticos, impactaram o setor especializado em cadeia fria. 
No cenário pandêmico, com a distribuição de vacinas, o respeito às novas normas se faz duplamente essencial, já que segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) 50% das doses vacinas acabam sendo descartadas em todo o mundo por conta da temperatura inadequada durante o transporte.  
Vale lembrar que a RDC trata de todo o processo de armazenagem, transporte entrega de produtos que requerem controle de temperatura


Na busca, mandatória, por parceiros logísticos que já estejam adaptados à nova legislação, Fábio Martins, CEO e sócio-fundador da BLS Tech(Biothermal Logistics Solutions),  destaca que a empresa, experiente no setor e primeira logtech integradora de soluções 100% focada em cadeia fria, já oferece soluções para atender ao mercado de cadeia fria de forma completa, por meio de avançados sistemas de acondicionamento e de controle de embalagens térmicas de alta performance, mantas térmicas, dataloggers e serviços de qualificação e de consultoria para modernização dos processos logísticos para toda a cadeia.

 

“Nossas soluções pay-per-use são ideais para todas as fases deste processo, com garantia de zero excursão térmica, maior eficiência da operação logística, sustentabilidade no processo como um todo e otimização dos investimentos, já que não fazemos descarte de materiais fora da conformidade exigida.”

 


    O CEO explica ainda que a estabilidade da temperatura é assegurada por longos períodos, que podem variar de uma semana até um mês, dependendo da faixa de temperatura e do tamanho da embalagem, de acordo com os testes de desempenho para itinerários mais críticos. Para a categoria de 2-8°C, por exemplo, é possível manter a temperatura estável por até 168 horas, fazendo com que todo o transporte não tenha picos ou quedas térmicas. Cada embalagem recebe um código de identificação para garantir o rastreamento, o monitoramento e a segurança dos produtos. 

 

Cabe ressaltar que a BLS Tech também se destaca por oferecer o serviço de locação de embalagens térmicas retornáveis. Além de ser uma solução amigável sustentavelmente, a locação oferece como benefício a redução de 40% nos custos de acondicionamento e de transporte de produtos farmacêuticos e hospitalares da cadeia fria e de temperatura sob controle, sem oscilação.

 

 

 

Veja também: