Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Stam investe R$ 4 mi em sistema de armazenagem automatizado da ULMA

 

Publicado em 23/03/2012

A metalúrgica Stam, fabricante de chaves, fechaduras e cadeados está investindo 4 milhões de Reais na modernização das áreas de armazenagem e de preparação de pedidos de sua única planta, localizada em Nova Friburgo, região serrana do Rio de Janeiro, com a instalação de um sistema automatizado. O projeto é da ULMA Handling Systems, multinacional espanhola com filial no Brasil, e começa a operar em dezembro de 2012, quando a Stam passará a expedir 3,6 milhões de unidades ao mês para todo o Brasil, contra os atuais 2,5 milhões.

Conhecida no segmento em que atua por estar à frente quando o tema é a modernização da planta e processos produtivos para obter máxima eficiência, o novo passo com apoio tecnológico da Stam terá como foco incrementar a visibilidade e controle dos estoques, ganhar rastreabilidade dos produtos dentro do armazém, e ampliar a eficiência na armazenagem e na movimentação de itens. O sistema automatizado conhecido como Miniload também vai racionalizar o espaço usado para estoque e preparação de pedidos dos atuais 1.140 m2 para 280 m2, possibilitando à Stam abrigar os mais de 5.000 itens* de seu estoque de forma mais eficiente. No momento adequado, a empresa poderá ampliá-lo em função da demanda sem ampliar a área de estocagem.

Associado ao sistema de estocagem automatizado está um sistema de preparação de pedidos que permitiu uma redução da equipe alocada de 58 pessoas para sete, com ganho de agilidade e eliminação de erros na preparação de pedidos. Haverá uma redução de 30% do tempo usado para a preparação dos pedidos.

 “O projeto vai acompanhar o crescimento anual médio de 25% da Stam e, por pelo menos cinco anos, poderemos ampliar os estoques sem aumentar a área de estocagem”, destaca Rogério Faria, diretor da Stam.

Gustavo Cristófaro, gerente comercial da ULMA Handling Systems e responsável por articular informações necessárias ao desenvolvimento de projetos, aponta que atualmente há uma forte tendência de investimentos neste tipo de sistemas, uma tecnologia desenvolvida para armazenagem de itens de pequeno porte integrado com a preparação de pedidos. “Isso ocorre, principalmente pela dificuldade das empresas em encontrar mão de obra especializada para processos como o de preparação de pedidos e também pelo elevado custo para a aquisição de espaços e obra civil para construção de armazéns convencionais”. A ULMA tem um sistema semelhante ao da Stam instalado na Belenus e na Rogê Distribuidora.

Adicionalmente, a Stam poderá diminuir em até 10% o índice de erros na preparação de pedidos. Toda a operação de armazenagem e preparação de pedidos deste gigante tecnológico será controlada por um software de gerenciamento de armazéns (WMS), também desenvolvido pela empresa espanhola, e terá interface com o sistema de gerenciamento (ERP) da metalúrgica. 

 

Veja também: