Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Target amplia portfólio e lança nova solução focada em logística

 

Publicado em 25/02/2014

Disponível a partir de março, o Rota Plan é o mais novo aliado do distribuidor para montagem de roteiros e percursos planejados de entregas. Ganho de produtividade e redução de deslocamentos estão entre as principais vantagens

Dedicar-se à criação de soluções próprias e aderentes aos negócios de distribuidores dos mais diferentes segmentos, contribuindo para alavancar os negócios de seus clientes, tem sido a missão da Target, única empresa exclusivamente dedicada ao setor da distribuição no Brasil. Com este objetivo, a empresa acaba de lançar mais uma nova solução focada especificamente em logística: o Rota Plan.

“Cada vez mais, o distribuidor é avaliado por seu nível de serviço, tanto pelas industrias que representa como por seus clientes. Diante disto, a logística passou a receber especial atenção, não só por ser estratégica, como pela sua participação nos custos da operação. Atualmente, a área de logística representa até 70% dos custos de operação de um distribuidor”, diz Rafael Rojas Filho, Diretor da Target Sistemas.

Totalmente integrado com o Target ERP, o Rota Plan é um software de roteirização. Ao receber um conjunto de pedidos, a solução apresenta no mapa a localização de cada entrega, o que possibilita ao usuário selecionar o conjunto de entregas geograficamente próximas.

Após a montagem da carga, o Rota Plan informa peso, cubagem, sequencia ideal, custo, distância e tempo estimado da entrega, alertando ao usuário caso a carga extrapole a capacidade do veículo. Também destaca as entregas com custo percentual superior aos parâmetros definidos para a rota e veículo. Retorna todas as informações ao ERP para que, com base nelas, seja dada sequencia aos trabalhos logísticos.

As decisões tomadas pelo Rota Plan orientam as prioridades para separação e ordem de carregamento no veículo. Com estas informações, a carga é disposta no caminhão na ordem em que será entregue, reduzindo o tempo em cada cliente, aumentando o volume de entrega de um veiculo no mesmo período, diminuindo o percurso executado pelo veículo e os erros de entrega, e consequentes devoluções. “Toda a eficiência na entrega também se reflete na percepção de qualidade e agilidade pelo varejista”, ressalta Rojas.

A versão oficial do Rota Plan, que chega para reforçar o time de soluções para a área logística do distribuidor, chega ao mercado em março, com exclusividade, para os distribuidores que utilizam o ERP Target. Por ser voltada apenas para distribuidores e já estar 100% integrada com as soluções Target, os custos de implantação e manutenção do sistema estão muito abaixo dos roteirizadores de mercado.

Em sua versão inicial, o Rota Plan foi testado e utilizado, efetivamente, em produção pela Distribuidora Paulistana, de Cotia (SP). Mesmo sendo uma versão piloto, já foi possível notar vários ganhos de produtividade, com uma grande redução nas distâncias percorridas e um ganho significativo no número de entregas/dia por veículo. “A montagem dos roteiros com a visualização geográfica permitiu a elaboração de percursos melhor planejados, evitando grandes deslocamentos”, afirma Marcelo Camargo, responsável pelo setor de transportes da Paulistana.

“O Rota Plan, assim como as demais soluções da Target, foi desenvolvido tendo apenas o distribuidor como foco. Isso torna sua utilização muito simples e sua abrangência muito completa. Essa é a regra básica e o segredo do sucesso das soluções Target. Nossa expectativa com a solução é trazer uma redução de custos ao processo de entrega na ordem de 20% a 30%”, projeta  Rojas.

Até o final de 2014 a previsão da Target é que o Rota Plan esteja, em plena utilização: “Investimos muito no desenvolvimento do Rota Plan e estimamos que até o final do ano, teremos mais de metade de nossos clientes utilizando a solução. E não vamos parar por aí. Em breve, teremos a solução complementar que acompanha o veículo no campo, garantindo ainda mais segurança, qualidade e informação ao processo”, adianta o executivo. 

 

Veja também: