Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Tecnologia que detecta clonagem de motoristas evita prejuízos de R$5 mi

 

Publicado em 25/08/2020

 

Tecnologia da Buonny que usa reconhecimento facial impediu 45 tentativas de clonagem em julho

 

Pioneira na tecnologia inovadora que usa Inteligência Artificial (IA) para detectar clonagens de documentos, a Buonny, gerenciadora de riscos para transportes e logística, trouxe mais resultados positivos em julho. Durante o mês, foram detectadas 45 tentativas de clonagens e 17 novos clonadores foram identificados. Com isso, a empresa evitou prejuízos de mais de R$ 5 milhões para as seguradoras.
 

O que é clonagem de motoristas?

Trata-se de uma das práticas mais comuns no transporte de cargas, atualmente. A identidade do motorista é assumida por um infrator, clonando seus documentos, que foram extraviados, em sua maioria, e afirmando ser o profissional contratado, para ter acesso às cargas e desviá-las.
O sistema de IA é usado pelo Teleconsult, maior cadastro de motoristas do Brasil. Por meio dessa inovação, é possível comparar a foto do banco de dados com a da CNH fornecida pela empresa na qual o motorista pretende carregar. Com a fraude detectada, a carga não cai nas mãos dos bandidos e, dessa maneira, motoristas idôneos podem trabalhar. 
 

Como impedir a clonagem? 

Para determinação do perfil profissional do pesquisado são avaliados, além do sistema de reconhecimento facial:

  1. tipo de carga;
  2. valor transportado;
  3. origem e destino;
  4. proprietário e dados do veículo;
  5. documentação junto aos órgãos competentes.


A Buonny ainda analisa referências pessoais, o que é fundamental para saber quem são familiares e pessoas físicas indicadas, experiência do profissional junto a empresas que carrega frequentemente, entre outras checagens, como, distribuidor forense, situação do CPF na Receita Federal, da CNH e histórico de sinistros.

 

 

Veja também: