Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Terceirização de transporte no pós-lockdown é aposta para reduzir custos

 

Publicado em 22/10/2020

Cresce o número de empresas que veem na terceirização de transporte a chance de economizar e otimizar a retomada


Após meses de pandemia e os seus impactos negativos no setor logístico brasileiro, a demanda pelo serviço de transporte de carga geral e o desempenho das atividades de produção das empresas apresentam resultados positivos desde o final de julho de 2020, o que traz à tona os novos rumos para o mercado de logística com relação à terceirização de transporte.

É o que aponta a última pesquisa feita pela NTC & Logística com empresas transportadoras de todo Brasil. De acordo com os dados, a última semana de julho apresentou uma variação na demanda de serviço de -22,9%, a mais positiva de todo o período desde o início da pandemia Covid-19, incluindo a apresentada na primeira pesquisa realizada no início da pandemia (na segunda quinzena de março), onde foi apontada uma variação de -26,1%.

Outra pesquisa feita recentemente pelo IBGE aponta que, das 3,4 milhões de empresas funcionando no Brasil, 33,5% sentiram os efeitos negativos da pandemia em suas atividades na segunda quinzena de agosto, o que representa uma queda de 5,1% em comparação com a quinzena anterior (38,6%). Além disso, 54,4% das empresas responderam não ter sentido dificuldades na fabricação de produtos.

Esses dados revelam a recuperação do mercado nos últimos meses associada à retomada das atividades em virtude das flexibilizações. Em paralelo, também reforçam como a terceirização de transporte de cargas tem se tornado uma solução para as empresas nesse momento, uma vez que o processo logístico de terceirização, adotado por organizações no mundo todo, tem trazido diversos benefícios.

Um deles e o mais significativo é a economia com transporte, já que a empresa que terceiriza diminui suas responsabilidades financeiras com o setor logístico dentro da organização, o que envolve despesas com aluguel de galpões, salários de funcionários, manutenção dos veículos, combustível, taxas de frete, etc.

A partir dessa importante mudança logística, as empresas estão dedicando mais esforços a outros departamentos, uma vez que as áreas de distribuição e de transporte das mercadorias ficam sob a responsabilidade da transportadora. Esta, por sua vez, se integra a empresa como um provedor logístico especializado na etapa de transporte, dando aparato logístico de acordo com as necessidades da empresa.

Com o investimento na terceirização de transporte, tem aumentado a procura por tecnologias de gestão de fretes, como o TMS Embarcador da Hivecloud, unidade de inovação do grupo Praxio que é líder em tecnologias para o transporte na América Latina. A solução auxilia empresas a terem mais controle sobre as mercadorias transportadas por terceiros e a reduzir seus custos com transporte terceirizado.

Isso acontece porque a solução oferece duas variedades de preço na funcionalidade de cotação automática de frete. A primeira é através da tabela de frete das transportadoras cadastradas pelo embarcador e a segunda por meio de tabelas públicas, pertencentes às transportadoras que fazem parte do Fretelink, portal on-line de cotações para embarcadores.

Além disso, a função de auditoria de frete presente na solução da Hivecloud ajuda a gerar uma redução de até 11% nos custos com transporte terceirizado, já que a verificação de divergências de preço é feita em duas etapas para garantir o pagamento do serviço com o valor correto.

 

 

Veja também: