Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Ticket Log neutraliza mais de 40 mil toneladas de CO2 com mudanças no abastecimento de frotas

 

Publicado em 04/01/2022

Atuação consultiva para adesão a combustíveis menos poluentes está no conjunto de iniciativas da marca da Edenred Brasil, que já planeja substituir o cartão físico


Foto: Divulgação

Para reafirmar o compromisso com a agenda ambiental, a Ticket Log, marca da Edenred Brasil, registrou mais de 40 mil créditos gerados desde a criação do Programa de Crédito de Carbono, em 2012. Isso representa a redução de 44 mil toneladas de emissões de gases do efeito estufa (GEE) no meio ambiente e a absorção de 275 mil árvores da mata atlântica ao longo dos primeiros 20 anos.

O Programa Crédito de Carbono oferece aos clientes da empresa a oportunidade de gerar créditos (cada crédito de carbono equivale a uma tonelada de gás carbônico que pode ser compensada) por meio de troca do combustível fóssil por renovável no abastecimento da frota, com no mínimo 95% de etanol, que é neutro em emissões.

“A COP 26 tem promovido reflexões e a adesão a compromissos de extrema importância para o futuro. Os temas ‘meio ambiente e crédito de carbono’ entraram no radar das empresas com mais intensidade. Na Ticket Log, nosso pacto com essa agenda é antigo e continua permeando nossas atividades e soluções. Além do Programa de Crédito de Carbono, em operação há quase dez anos, contamos com um conjunto de outras iniciativas e temos uma atuação consultiva para nossos clientes e seus mais de 1 milhão de veículos.” – Douglas Pina, head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

A marca também faz parte do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) desde 2016 e possui a certificação ISO 14001 desde 2010. Anualmente, realiza a publicação voluntária do inventário de emissões de gás de efeito estufa (GEE) no Programa Brasileiro GHG Protocol e recebe o Selo Ouro por publicar o inventário completo e verificado por uma terceira parte independente.

Em 2020, ainda em parceria com o CEBDS e outras dezenas de empresas brasileiras e estrangeiras, enviou uma carta-manifesto em favor do meio ambiente ao presidente do Conselho Nacional da Amazônia Legal, além do Senado, Câmara e Procuradoria-Geral da República. Em 2021, a marca assinou mais um manifesto do CEBDS, que uniu 19 CEOs do setor empresarial brasileiro para alertar sobre a necessidade de se conservar a Amazônia, exigindo o combate inflexível e abrangente ao desmatamento ilegal.

A Ticket Log também reposicionou a solução de mobilidade Ticket Car, para torná-la ainda mais completa. Atualmente, a solução vai além de um instrumento de pagamento de combustível e já é aceita como meio de pagamento em diferentes tipos de transporte e serviços para os seus usuários, como bicicletas elétricas por assinatura, aluguel de bicicleta e patinete, recarga de bilhete único para transporte público e contratação de transportes urbanos fretados. O uso desses novos modais, que contribuem para o combate à emissão de gases poluentes, cresceu 466% entre os usuários da marca, em relação aos números de 2020.

“Somos uma empresa de tecnologia e, por meio de nossas plataformas, buscamos influenciar milhares de gestores de frotas a aderirem a ações e soluções mais sustentáveis. A Edenred, Grupo que integra a Ticket Log, assumiu um compromisso global de redução da intensidade de emissões de GEE com meta de redução de 26% até 2022 e de 52% até 2030, em comparação com 2013, além de desenvolver novos serviços e soluções com foco em mobilidade. Assim seguiremos inovando em busca de novas soluções que contribuam para o atingimento desta meta.” – Douglas Pina, head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

As ações ambientais da Ticket Log são parte da estratégia global de sustentabilidade do Grupo, o Ideal, composto por três pilares: o Ideal People, que visa melhorar a qualidade de vida das pessoas; o Ideal Planet, que atua na preservação do meio ambiente; e Ideal Progress, que busca criar valor com responsabilidade. Cada pilar possui compromissos e metas até 2030, com uma parcial em 2022, e que exige o compromisso dos países, tanto para alcançar o resultado global quanto para apoiar os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável estabelecidos pela ONU, que requerem esforços globais.

 

Veja também: