Informe os dados de acesso para entrar na área do assinante.

Uso de IA e IoT na Logística é o caminho para a Indústria 4.0

 

Publicado em 16/08/2021

Especialista aponta que tais tecnologias podem ser utilizadas na otimização de processos, na redução de desperdícios e na identificação de pontos de melhoria


Foto: Divulgação

A pandemia de Covid-19 acarretou crise nos mais variados segmentos, além de evidenciar algumas realidades das operações de uma série de empresas. O elemento mais concreto é o impacto – notável e cada vez mais presente – da tecnologia nas empresas que voltaram as atenções para esse recurso.

Um desdobramento disso foi apontado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) em matéria divulgada pela CNN Brasil. De acordo com a pesquisa, desde o início da pandemia, empresas com tecnologias de Indústria 4.0 puderam aumentar a margem de lucrar e, por vezes, até expandir o quadro de funcionários. No entanto, o economista do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (IEDI) Rafael Cagnin, consultado para a matéria da CNN Brasil, ressalta que são poucas as empresas no Brasil que podem ser consideradas, de fato, Indústria 4.0.

Esse é um caminho que as companhias brasileiras estão buscando trilhar. O objetivo é óbvio: garantir os benefícios que a Indústria 4.0 pode oferecer às operações e, consequentemente, às margens de lucro e crescimento.

Em artigo exclusivo para a edição 84 da MundoLogística, o CEO e co-founder da Novidá, Fábio Rodrigues, destaca que os avanços tecnológicos e a Indústria 4.0 são habilitadores de uma nova onda de ganhos operacionais. Além disso, o executivo explica que, dentro da logística, tecnologias como Inteligência Artificial e Internet das Coisas podem ser utilizadas na otimização de processos, na redução de desperdícios na identificação de pontos de melhoria, “tornando as operações mais enxutas, eficientes e produtivas”.

“IA e IoT têm uma relação clara de benefícios para a melhoria contínua e redução de desperdícios no negócio”, enfatiza Rodrigues, que destaca a pandemia de Covid-19 como um exemplo de oscilações de mercado e redução de demanda nas quais é preciso garantir eficiência.

“A Indústria 4.0 é uma ótima forma de visualizar a utilização da tecnologia em um ambiente industrial, trazendo soluções que automatizam e otimizam as tarefas rotineiras. Outro ponto importante é a capacidade de promover um local muito mais conectado, onde a informação esteja acessível em diversas partes do negócio, permitindo que novos insights sejam gerados a partir do estado atual da operação.” – Fábio Rodrigues, CEO e co-founder da Novidá.

Para ele, a união entre a Inteligência Artificial e a Internet das Coisas é uma maneira produtiva de promover a evolução do negócio, preparando-o não só para a Indústria 4.0, mas para o Mundo 4.0. “Assim, toda a empresa ganha mais competitividade frente a um mercado mais preocupado com a otimização e eficiência nos seus indicadores. Um trabalho de logística de excelência agrega valor à imagem do negócio, permitindo que os seus clientes fiquem mais satisfeitos, favorecendo um crescimento saudável com bons indicadores financeiros.”

Para ler o artigo completo, bem como conferir outras temáticas do segmento, basta assinar a MundoLogística.

 

Veja também: