ÁREA DO ASSINANTE
Inscreva-se em nossa newsletter e fique bem informado!
Airport town

 

Categorias

 

Fretebras

 

BYD

 

e-Galpão

 



Vale aposta em novo vagão aumentar produtividade nos trilhos

Publicado em 22/11/2011

Estrada de Ferro de Carajás recebe vagões com maior capacidade para atender ao aumento de produtividade previsto até 2016

O projeto da Vale para garantir a movimentação de carga com ganhos de produtividade até 2016, quando a empresa prevê o transporte de 260 milhões de toneladas de minério de ferro em Carajás (PA), foi divulgado em recente evento do setor ferroviário realizado em São Paulo.nPara atender o volume, que representa mais que o dobro das cerca de 100 milhões de toneladas produzidas atualmente, a Vale encomendou o desenvolvimento, em parceria com a Amsted Maxion, de um vagão do modelo GDU com capacidade para transportar 37,5 t por eixo. O objetivo do projeto é aumentar em 20% a produtividade dos vagões da empresa nos 900 km da Estrada de Ferro Carajás (EFC), passando de 126 t para 150 t por vagão.

Segundo Guilherme Mendonça, engenheiro pleno da Vale responsável pelo projeto, somente a Austrália possui ferrovias que recebem o volume de carga nos patamares que a companhia pretende alcançar nos próximos anos. A Estrada de Ferro de Carajás já conta dois mil vagões com capacidade para transportar 150 t em operação, e a previsão é substituir todo o restante, chegando a dez mil vagões com a mesma capacidade elevada.

Mendonça informou, ainda, que a empresa também está testando protótipos de outros fabricantes. “Nós propusemos o desafio e estimulamos os fornecedores. Eles aceitaram e desenvolveram o produto de acordo com as especificações definidas e o ganho é para todo o setor ferroviário brasileiro”.

Quer se manter atualizado e preparado para o mercado de trabalho?
Clique aqui e descubra como a MundoLogística vai te ajudar!

 

Veja também: